O filme de cowboys de Christian Dior

O desfile da coleção Resort 2018 da Dior foi apresentado ontem na reserva natural Virgenes Canyon na cidade de Calabasas, Los Angeles, EUA. Estas montanhas serviram de cenário à série ‘Uma casa na pradaria’ e ao filme ‘Tudo o tempo levou’. O espaço de desfile estava repleto de tendas, com dois balões de ar quente ao fundo onde se podia ler o nome do clássico perfume masculino da marca ‘Dior Sauvage’, palavras que se repetiram num letreiro instalado numa das colinas.

As referências masculinas não surgiram no desfile apenas através da referência a esta fragrância, mas também nos coordenados do desfile onde por baixo dos vestidos transparente surgiram cullotes muito inspiradas nos boxers masculinos. As questões de género são uma das grandes reflexões de Maria Grazia desde que se estreou com diretora criativa da casa Dior, tendo sempre referências feministas nos seus desfiles. Este não foi exceção, apesar de ter apresentado estas questões de forma mais subtil. Chiuri usou imagens do baralho de tarot Motherpiece, criado pela feminista Vicki Noble, para ilustrar muitos dos seus vestidos.

Outra prova da relevância que a designer dá ao ponto de vista feminina foi o bilhete deixado à modelo portuguesa Maria Clara, que dizia “Eu sinto que há algo inexplorado sobre as mulheres que só uma mulher pode explorar” uma frase da artista Georgia O’Keeffe, considerada a mãe do modernismo americano. A manequim registou o momento no Instagram.

O desfile abriu com um vestido preto repleto de franjas em tons quentes, um look com algo de índio e cowboy, completo pelo chapéu de aba direita e botas rasas. Não faltaram ainda os bordados florais, saias rodadas, transparências e decotes bustie, todos elementos que têm sido uma constante na estética da Dior de Chiuri. Para esta coleção em particular a diretora criativa da marca inspirou-se na coleção desenhada por Christian em 1951 que teve como musas as grutas Lascaux, descobertas uma década antes. Estas cavernas situam-se no sudoeste de França e estão repletas de pinturas rupestres, motivo que foi estampado em muitas das peças da coleção Resort da Dior.

Ao todo foram 86 os coordenados apresentados nas remotas montanhas da Califórnia, as propostas foram variadas com peças adequadas às mais diversas situações, em looks que tinham um pouco de filme de cowboys e algo do misticismo mexicano.


Veja também a coleção Resort da Prada.


 

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

SUBSCREVER

Subscreva a newsletter e receba semanalmente todas as noticias de forma confortável

packshot_site

APP DELAS

Aceda por telemóvel, smartphone ou tablet as notícias, informações, num ambiente atrativo e intuitivo, compatível com o seu equipamento.

Appstore Googleplay

Toca a escolher as malas para este fim-de-semana&#…