Lena Dunham. Feminista, estrela de TV e apoiante de Hillary

Lena Dunham tem 29 anos

Atriz, produtora, argumentista, ativista política e dos direitos das mulheres. Lena Dunham é, aos 29 anos, uma das figuras mais atarefadas de Hollywood. Atirada para as luzes da ribalta com a série ‘Girls’ (cuja quinta e penúltima temporada está em exibição no TV Séries), esta workaholic tem sobressaído, nos últimos meses, sobretudo por aquilo que faz fora do ecrã. Com destaque para o seu projeto digital feminista, ‘Lenny Letter’, que no dia 16 de maio será premiado nos chamados “Óscares da Internet” – os Webby Awards.

Criada em parceria com Jenni Konner, produtora da trama da HBO, a newsletter semanal oferece “novas e cativantes perspetivas sobre feminismo e arte”, e demonstra “uma consciência e compreensão da cultura pop e dos problemas sociais”, explicam os organizadores do certame no respetivo site, onde anunciaram os vencedores.

Curiosamente, a primeira publicação de Lena Dunham nesta plataforma foi uma entrevista a Hillary Clinton, uma das mulheres que mais admira e que, por esse motivo, não hesita em apoiar na sua candidatura à presidência dos Estados Unidos. Apoia de forma tão fervorosa, aliás, que fez questão de a acompanhar em alguns destinos da sua campanha.

“Foi uma experiência incrível. Passei por seis cidades em 48 horas e conheci muitas pessoas interessantes”.

“Vou votar na Hillary não por ser mulher – obviamente há muitas mulheres que são más políticas e muitos homens que são bons políticos – mas penso que se elegermos uma mulher tão competente, inteligente e preocupada para um cargo tão importante como este, vamos enviar um sinal fantástico para o mundo”, reconhece Dunham, em declarações em exclusivo ao Delas.pt. Mais: “Acredito que ela vai conseguir ser eleita. Estou com ela até ao fim”. E se por acaso o republicano Donald Trump vier a ganhar as eleições, a atriz garante que se muda de malas e bagagens para o Canadá.

Multifacetada, e sem papas na língua, a criadora de ‘Girls’ tem feito questão de alertar para as várias diferenças no tratamento de homens e mulheres, dentro ou fora de Hollywood. Sobretudo, no que toca ao trabalho. “Há uma pressão diferente sobre as mulheres. Vejo isso através de mim e do meu namorado”, começa por nos contar. “Se ele diz que gostaria de estar num sítio, mas que não pode porque vai tocar em Glastonbury [célebre festival de música britânico], as pessoas dizem ‘Claro, é uma grande oportunidade, não podes desperdiçá-la’. Mas se eu digo ‘Estou a gravar nesse dia’, as pessoas dizem-me ‘Mas estás sempre a gravar, não podes arranjar maneira de ir?’. Os nossos trabalhos são igualmente válidos, mas por alguma razão há sempre a expectativa de que as mulheres vão trabalhar e estar sempre presentes para as suas famílias e para os seus amigos”, frisa.

“Mesmo que sejas uma mulher sem filhos, espera-se sempre que vás trabalhar, sejas a parceira perfeita para o teu namorado, apareças bem-disposta em todos os eventos sociais dele, tomes conta do gato e tenhas a certeza de que tens papel higiénico. Isso leva muitas mulheres à loucura”, denuncia a atriz.

Por enquanto, Lena Dunham continua focada na série vencedora de um Globo de Ouro e um Emmy – protagonizada pelas quatro amigas Hannah, Marnie, Shoshanna e Jessica – que irá terminar com a sexta temporada. No entanto, a sua ideia é, daqui a uns anos, trazer de volta a história e as personagens de ‘Girls’. “Adoro a ideia de uma reunião, mais tarde. Adoraria ver o futuro delas”, revela.

SUBSCREVER

Subscreva a newsletter e receba semanalmente todas as noticias de forma confortável

packshot_site

APP DELAS

Aceda por telemóvel, smartphone ou tablet as notícias, informações, num ambiente atrativo e intuitivo, compatível com o seu equipamento.

Appstore Googleplay

Angelina Jolie e os filhos garantem educação a f…