Namorar com o príncipe Harry “foi assustador e desconfortável”

Harry e Chelsy em novembro de 2009

Durante sete anos, Chelsy Davy diz ter vivido um inferno. A ex-namorada do príncipe Harry de Inglaterra conversou com o jornal ‘The Times’ e, pela primeira vez, falou sobre a relação com o filho de Diana de Gales e Carlos e sobre o assédio a que esteve sujeita por parte dos tabloides britânicos durante esse período. “Foi assustador e desconfortável. Era muito difícil quando alguma coisa corria mal. Eu queria ser uma miúda normal, mas foi horrível”, disse.

Hoje com 30 anos, a jovem advogada revelou que a permanente exposição pública teve consequências no namoro com o príncipe, de 31, e que, quando a relação terminou se refugiou-se no Zimbabué, país que a viu nasceu. “Eu só queria voltar para África. Agora está tudo mais calmo”, afirmou.

Apesar dos momentos menos bons, Chelsy Davy – que depois de conhecer em África se mudou para o Reino Unido para estudar – e Harry mantém a amizade, até porque muitos dos amigos são comuns. “Acredito que vamos ser sempre bons amigos”, acrescentou.

SUBSCREVER

Subscreva a newsletter e receba semanalmente todas as noticias de forma confortável

packshot_site

APP DELAS

Aceda por telemóvel, smartphone ou tablet as notícias, informações, num ambiente atrativo e intuitivo, compatível com o seu equipamento.

Appstore Googleplay

Depois do pai, a filha: a carreira meteórica de S…