5 coisas que acontecem nas relações longas

5 coisas que acontecem nas relações longas

As relações entre casais podem desencadear uma forma totalmente diferente de pensar e de agir, algo que Joshua Wolf Shenk, no seu novo livro ‘Powers of Two’, diz ser a ‘mente partilhada’. E o que significa isso? A explicação está em cinco comportamentos à luz da psicologia.


Veja também o artigo Saiba o que dá satisfação sexual nas relações longas


1. Os casais desenvolvem a sua própria linguagem
É habitual receber mensagens do seu par que, pelo seu conteúdo não querem dizer nada, mas para si fazem todo o sentido ainda que não consiga explicar porquê? Esta linguagem ‘própria’ é um dos sinais de que estão em sintonia, explica Joshua Wolf Shenk, citado pelo site Tech Insider. Segundo um estudo realizado na Universidade do Texas, EUA, pelo professor Robert Hopper, a comunicação secreta acaba por realizar duas coisas: primeiro, ajuda a aprofundar a relação – romântica ou platónica; e segundo, estabelece uma identidade única. Esta linguagem secreta pode incluir tudo, desde piadas privadas até nomes carinhosos que um chama ao outro, segundo a psicóloga da Universidade Estatal de Ohio, Carlo Bruess – ela descobriu, no seu estudo, que quanto mais os casais utilizam estas palavras secretas no seu dia a dia, mais satisfeitos estão com a sua relação.

2. Os deixam de se autocensurar
A forma como falamos com estranhos, colegas ou até mesmo com amigos íntimos é diferente daquela com que falamos a sós com os nossos companheiros. Quando estamos com outras pessoas tentamos sempre adaptar o nosso comportamento e conversas às circunstâncias. Mas quando estamos com a pessoa com quem partilhamos uma relação, segundo Joshua Wolf Shenk, libertamo-nos, falamos naturalmente. Não precisamos de fazer aquela censura prévia antes de falar. Somos mais francos e abertos.


Veja também o artigo Este é o segredo das relações longas


3. Ficam demasiado parecidos um com o outro
Em 1987 o psicólogo Robert Zajonc descobriu que há uma razão muito óbvia para os casais ficarem muito parecidos: eles usam os mesmos músculos com tanta frequência que, com o tempo, começam a espelhar um no outro. Segundo Joshua Wolf Shenk este comportamento não é acidental, traduz o que os especialistas chamam “estrutura de coordenação partilhada”, que inclui a forma de trocar olhares, os movimentos do corpo e os pequenos tiques e idiossincrasias da forma como falamos.

4. Começam a soar iguais
Além de os casais que estão juntos há mais tempo utilizarem o seu próprio vocabulário, eventualmente “começam a corresponder entre si no ritmo básico e na estrutura sintática do seu discurso”, explica Joshua Wolf Shenk. Em parte, este fenómeno é designado por “contágio emocional”. Significa que quando duas pessoas passam muito tempo juntas, elas correspondem ao padrão uma da outra.

5. Ninguém mais se ri de algumas das suas piadas
Vários estudos sugerem que os elementos de um casal são mais propensos a espelhar a linguagem corporal um do outro – porque eles são o conjunto de uma série de experiências partilhadas juntos. Daí que todas essas vivências se reflitam nos gestos, nas palavras, nas frases e até nas piadas.

SUBSCREVER

Subscreva a newsletter e receba semanalmente todas as noticias de forma confortável

packshot_site

APP DELAS

Aceda por telemóvel, smartphone ou tablet as notícias, informações, num ambiente atrativo e intuitivo, compatível com o seu equipamento.

Appstore Googleplay

20 desculpas para passar uma noite romântica num …