Spirulina: a fada verde

shutterstock_304513937

Durante a década de 60 um grupo de cientistas tomou conhecimento de que uma tribo, vivendo em redor do lago Chad em péssimas condições de vida, não sofria de subnutrição nem adoecia facilmente. Vieram a saber que era prática comum as mulheres dessa tribo recolherem e secarem para consumo uma alga que ali se desenvolvia naturalmente, a spirulina.

É considerada já um superalimento, um dos mais ricos em proteína em todo o mundo, superando mesmo os níveis oferecidos pela soja e pela carne, sem os malefícios destas.

Possibilita a luta contra o stress oxidativo, em grande parte responsável pelas doenças autoimunes, doenças degenerativas e alergias.

Tem propriedades rejuvenescedoras: os antioxidantes que contém (zinco, vitamina D, etc) protegem dos radicais livres, inimigos das nossas células cutâneas. Também contém grandes quantidades de betacaroteno, precursor da vitamina A, essencial para uma pele saudável, e a sua ação contra a desidratação da pele é reconhecida cientificamente.

Fortalece as defesas imunitárias: a sua riqueza em antioxidantes (betacaroteno e vitamina E) e carbohidratos estimula efetivamente o mecanismo imunológico. Estudos recentes demonstraram que o consumo de spirulina por voluntários saudáveis multiplicou por 13 as suas células imunes após 72 horas.


Saiba como Ficar em forma num resort de luxo


É um verdadeiro concentrado de energia: as suas contribuições em ferro, vitamina B12 e betacaroteno são de grande interesse para os desportistas, especialmente em termos de oxigenação muscular. A atividade purificadora da spirulina pura permite uma remoção rápida e eficiente dos poluentes e do ácido láctico, permitindo assim um aumento de energia e uma recuperação mais rápida após o treino ou competição.

Mas há mais. Na composição da spirulina entram também as vitaminas B6, B2, B1 e E; também os minerais fazem parte do poder desta alga, como o potássio, o cálcio, o zinco, o magnésio, o manganês, o selénio, o ferro e o fósforo.

É um excelente desintoxicante de todo o organismo e melhora a performance do sistema nervoso central, e uma ajuda bem-vinda para quem quer perder peso. A spirulina gera uma sensação continuada de saciedade, não só devido à rica composição química, mas especialmente ao seu caráter hidrófilo, ou seja, quando na presença de água aumenta de volume e preenche espaço no estômago, induzindo a essa mesma saciedade.

Pode ser adquirida em qualquer loja de produtos naturais, mas se quiser dar um passeio a Monchique, pode comprá-la diretamente ao casal Cristina Palma Brito e Georges Porta, responsáveis pela marca Spirulina da Serra. Nas instalações situadas em Fóia, o ponto habitado mais alto da serra, Georges e Cristina comercializam a alga mágica desde 2015, ano em que a produção esgotou. Mas a implementação do projeto durou 3 anos:

“A produção não tem sido muito importante porque tivemos apenas um tanque de produção e foi também um ano de aprendizagem” diz Georges. “Este ano vamos passar a ter mais dois tanques. Estamos satisfeitos com a qualidade da nossa spirulina, e também os nossos clientes; eles encontram nela mais suavidade do que a que encontram nas lojas. Isto devido à qualidade da água de nascente que usamos e à secagem ser feita a baixa temperatura, inferior a 45º.

O casal prefere a venda direta na quinta, por isso não se coíba, vá lá comprar um saco de saúde e veja in loco como ela é feita.

 

SUBSCREVER

Subscreva a newsletter e receba semanalmente todas as noticias de forma confortável

packshot_site

APP DELAS

Aceda por telemóvel, smartphone ou tablet as notícias, informações, num ambiente atrativo e intuitivo, compatível com o seu equipamento.

Appstore Googleplay

Portugueses têm uma alimentação cada vez mais s…