A Gucci invadiu a catedral mais conhecida de Londres

Alessandro Michele já nos habituou às suas grandes loucuras, desta vez não foram só as roupas que parecem saídas de um mundo imaginário que deixaram o queixo caído. O local do desfile também parecia algo impossível. O criador apresentou o seu mais recente desfile na catedral de Westminster Abbey, a mais importante de Londres, onde se casão e são coroados os monarcas britânicos.

O aspeto majestático do lugar já seria suficiente para fazer deste desfile da coleção Cruise 2017 da Gucci um evento único mas as peças não ficaram atrás da imponência do cenário. A linha criativa manteve-se muito fiel ao estilo de Alessandro, não faltaram os vestidos com folhos, as golas, os chapéus e os óculos grandes. Os tecidos escolhidos foram muitos e diversos, não faltaram as rendas, as sedas, malhas, os estampados e os bordados, nos padrões para além das flores surgiram riscas, bolas e xadrezes, tudo misturado aparentemente, mas apenas aparentemente, sem critério.

Do reino animal Alessandro trouxe gatinhos, cães, leopardos, alguns pavões e abelhas, que surgiram bordados, em aplicações e alguns em detalhes. Uma verdadeira fauna e flora de estilo que está menos anos 70 que os desfiles anteriores, apresentando agora mais influências dos anos 80 com os ombros a alargar, e algumas notas dos 90 dadas pelos casacos de estilo mais desportivo e pelas camadas de roupa usadas de forma mais descontraída.

A Gucci invadiu a catedral num acontecimento histórico que noutros tempos faria corar todo o clero e que provavelmente condenaria Alessandro Michele à fogueira sob acusação de bruxaria.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

SUBSCREVER

Subscreva a newsletter e receba semanalmente todas as noticias de forma confortável

packshot_site

APP DELAS

Aceda por telemóvel, smartphone ou tablet as notícias, informações, num ambiente atrativo e intuitivo, compatível com o seu equipamento.

Appstore Googleplay

Ombros à vista!