‘A Impostora’. Projeto ambicioso na despedida de Nicolau Breyner

Foi um final de tarde com um misto de emoções. Por lado, a felicidade de ver uma produção concluída e prestes a estrear-se no pequeno ecrã. Por outro, o facto de esse mesmo projeto ter sido o último em que Nicolau Breyner, que morreu a 14 de março, participou.

Tanto José Eduardo Moniz, diretor para a ficção da Media Capital, como Luís Cunha Velho, diretor-geral da TVI, aproveitaram para sublinhar a qualidade desta trama, assinada por António Barreira, deixando claro que “é uma novela muito bem feita, muito bem escrita” e “diferente” daquelas que a estação de Queluz de Baixo tem feito.

a carregar vídeo

As atrizes Dalila Carmo e Fernanda Serrano, que a par de Diogo Infante assumem o papel de protagonistas desta novela, não esconderam que o projeto tornou-se ainda mais especial pelo facto de ter marcado a despedida de Nicolau Breyner.

Esta trama marca o regresso de Eunice Muñoz ao pequeno ecrã depois de a atriz, de 88 anos, ter estado afastada durante três anos devido a um cancro na tiroide.

SUBSCREVER

Subscreva a newsletter e receba semanalmente todas as noticias de forma confortável

packshot_site

APP DELAS

Aceda por telemóvel, smartphone ou tablet as notícias, informações, num ambiente atrativo e intuitivo, compatível com o seu equipamento.

Appstore Googleplay

Músicos reúnem-se no Chiado para provar (e fazer…