Afinal, devemos ou não comer pão?

Pão de centeio, trigo ou milho. Com chouriço, passas, queijo ou mel. Em baguete, carcaça, folar ou broa. Há pão para todos os gostos e faz parte da base da nossa alimentação desde a antiguidade. A Direção Geral de Saúde recomenda que se ingira entre 4 a 11 porções diárias do grupo da roda dos alimentos ao qual o pão pertence. No entanto, é possível ter uma dieta saudável e equilibrada sem pão e cada vez mais pessoas evitam-no por estar associado a vários problemas digestivos.

“Já reparou numa etiqueta de um pão comprado numa grande superfície? É assustador a quantidade de ‘E’s’ existentes. O pão, no meu entender é constituído por farinha, água, sal e fermento de padeiro. Não é preciso mais nada além disso, mas hoje, nas grandes superfícies onde é obrigatório constar o rótulo, podemos ver o desfile de ingredientes que servem para aumentar a durabilidade”, explica ao Delas.pt a nutricionista Magda Roma.


Leia também o artigo: ABC do pão: afinal o que é que andamos a comer?


O pão é importante pelo baixo valor energético, baixo teor de sal e por ser uma fonte de fibras alimentares, vitaminas e minerais. Contudo, a maioria dos pães que compramos têm muito mais para além disto, tornando-se menos saudáveis. Magda Roma recomenda que olhe para as etiquetas antes de comprar o pão e opte, sobretudo, por pão biológico.

“Se não for biológico, eu própria aconselho a não ingerirem, mas isso, aplica-se ao pão e a todos os alimentos que ingerimos. O esforço não é grande, a nível económico, pois providenciamos as nossas mercearias de forma consciente”, acrescentou Magda Roma.

Na galeria de imagens acima damos-lhe sete razões para incluir o pão na sua alimentação diária, mas tenha atenção aos ingredientes do pão que come. Pois estes, em muitos casos, podem ser uma boa razão para deixar de o comer.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

SUBSCREVER

Subscreva a newsletter e receba semanalmente todas as noticias de forma confortável

packshot_site

APP DELAS

Aceda por telemóvel, smartphone ou tablet as notícias, informações, num ambiente atrativo e intuitivo, compatível com o seu equipamento.

Appstore Googleplay

Está aberta a época das alergias