Aprenda a iluminar o rosto

Iluminar, iluminar, iluminar: é esta a base do strobing, a técnica que, desde o ano passado, tem vindo a conquistar adeptas um pouco por todo o lado. Ao contrário do contouring, que utiliza uma combinação de tons mais escuros para cinzelar as feições e tons mais claros para destacar algumas zonas, o strobing trabalha apenas com iluminadores.

A ideia é dar ao rosto um aspeto leve, fresco e luminoso, como se o mesmo estivesse permanentemente a ser banhado por luz. Mas, claro, existem regras a cumprir, até porque o excesso é inimigo da perfeição.

iluminadores jpg

Para um efeito mais forte, pode optar por começar por dar a todo o rosto um toque de luz, usando uma base específica para esse efeito ou misturando um pouco de iluminador com a sua base habitual. De seguida, é altura de aplicar o iluminador apenas nas partes que seriam naturalmente destacadas pela luz: têmporas, maçãs do rosto, na curva superior do lábio, no topo do nariz e no queixo. Um toque de iluminador no canto interno do olho também ajuda a destacar o olhar.

Para quem tem pele mais oleosa, é importante evitar as áreas naturalmente mais brilhantes, como a testa, nariz ou queixo. Dependendo do tom de pele, poderá preferir produtos com tonalidades mais rosadas ou douradas – o truque passa também por experimentar e perceber o que funciona melhor.

Mais simples de fazer, com resultados mais naturais e perfeito para os dias de verão: rendida ao strobing? Veja na galeria uma seleção de iluminadores – líquidos, em stick, em pérolas e em pó.

Publicado originalmente na edição de 26 de junho da Notícias Magazine.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

SUBSCREVER

Subscreva a newsletter e receba semanalmente todas as noticias de forma confortável

packshot_site

APP DELAS

Aceda por telemóvel, smartphone ou tablet as notícias, informações, num ambiente atrativo e intuitivo, compatível com o seu equipamento.

Appstore Googleplay

A tendência é usar o condicionador antes do cham…