Aprender matemática sem custos, a sério, mas a brincar

O jogo intitulado Play Kachi inclui mais de 250 desafios que abrangem conteúdos para aprender matemática do 1.º ciclo.

Kachi e Doei são dois amigos que, perdidos numa galáxia, se veem confrontados com o reator da sua nave avariado. Para conseguirem regressar a casa, juntos terão de percorrer cinco planetas. Esta é a breve apresentação feita por Teresa Fernandes e Isabel Oliveira, duas ex-alunas da Universidade Portucalense, que criaram uma aplicação móvel para ajudar alunos do 1.º ciclo no estudo da matemática. Este jogo, intitulado Play Kachi, inclui mais de 250 desafios que abrangem conteúdos da referida disciplina.

Nos diferentes desafios, em cada planeta, é abordado um tópico do programa de matemática, incluindo matérias como a geometria, a estatística, os números naturais, racionais, as medidas e as operações.

Em declarações à Lusa, Teresa Fernandes e Isabel Oliveira, antigas estudantes de Informática da UPT, explicaram que resolveram aproveitar a “apetência que as crianças demonstram pelas novas tecnologias e pelos videojogos” para combater as dificuldades no estudo da matemática.

A ideia para a criação da ferramenta, proveniente da “experiência pessoal e profissional nas áreas da educação e formação” das promotoras e que tem página no Facebook, surgiu em 2007/2008. No entanto, só em 2014 conseguiram avançar com o projeto, depois de participarem no concurso nacional de empreendedorismo “Acredita Portugal”, onde chegaram à meia-final, entre 14 000 iniciativas.

A escolha para o nome deveu-se ao facto de se “pronunciar facilmente” em diferentes línguas e ao desejo que as criadoras sentem de internacionalizar a ferramenta.

Kachi em japonês significa “aventureiro, o que está em sintonia com o enredo da história do jogo”, explicaram as autoras desta aplicação.

Com esta ferramenta, as criadoras pretendem “demonstrar aos mais jovens que o estudo e diversão podem andar de mãos dadas”, promovendo “a autonomia do aluno e a interação com a família através de uma experiência partilhada”.

 

Logotipo da aplicação [Foto: Facebook]
Logotipo da aplicação [Foto: Facebook]
Brevemente, planeiam inserir na aplicação os conteúdos do 2.º ciclo de matemática e alargar para as disciplinas de estudo do meio, geografia e história e português.

Outro dos objetivos é lançar a aplicação em alguns países lusófonos, como é o caso do Brasil, de Angola, de Moçambique e de Cabo Verde, bem como fazer a tradução dos conteúdos para inglês, espanhol e francês.

A apresentação da Play Kachi, aplicação gratuita e disponível para os sistemas operativos iOS e Android, realiza-se na quinta-feira, pelas 18:00, no auditório 201 da Universidade Portucalense.

SUBSCREVER

Subscreva a newsletter e receba semanalmente todas as noticias de forma confortável

packshot_site

APP DELAS

Aceda por telemóvel, smartphone ou tablet as notícias, informações, num ambiente atrativo e intuitivo, compatível com o seu equipamento.

Appstore Googleplay

Amor materno desenvolve cérebro das crianças