Poucos mas bons os nomes femininos na ARCO Lisboa

É a maior feira de arte contemporânea da Península Ibérica e este ano acontece em Lisboa. É inaugurada hoje e até estará aberta até dia 29 de maio, a AR.CO está instalada na Cordoaria Nacional, em Belém, Lisboa. São 45 galerias nacionais e internacionais que representam artistas das vanguardas históricas, referências contemporâneas e emergentes.

A representação feminina no que toca aos artistas ainda é diminuta, mas entre os destacados encontramos as seguintes mulheres:

manuela marques

 

Manuela Marques é portuguesa, vive em Paris há mais de 20 anos, é representada pela galeria Anne Barrault em Paris e Caroline Pagés em Lisboa. Venceu o BesPhoto 2011 e diz que o seu trabalho é fazer questões sobre a realidade. Usa sobretudo a fotografia.

 

mónica de miranda

Mónica de Miranda vive entre Lisboa e Londres, recorre ao vídeo, à fotografia, ao som, à escultura e à instalação e assume que o seu trabalho é uma indagação sobre a transculturalidade de que ela própria é fruto. É representada pela galeria Carlos Carvalho Arte Contemporânea.

lais myrrha

Lais Myrrha natural do Recife, Brasil, vive e trabalha em São Paulo. Trabalha sobre a materialidade da vida urbana. Constrói e desconstrói conceitos através de cimento, sacas, areia. Tem as peças expostas no espaço de Jaquelline Martins.

 

Ana Jotta, imagem do filme 'A minha malandresse é a minha delicatesse'
Ana Jotta, imagem do filme ‘A minha malandresse é a minha delicatesse’

Ana Jotta trabalha desde os anos 80. Usa desenho, a pintura, a assemblage, a escultura, o bordado, a palavra escrita e os objetos do quotidiano para causar impacto com o contraste de conceitos. É uma enfant terrible da arte contemporânea portuguesa. É representada por Miguel Nabinho.

 

maria loboda

Maria Loboda nasceu em Cracóvia, na Polónia, e vive em Berlim e é representada pela galeria Mais Terra Valbuenea, em Madrid. Diz que faz um trabalho de arqueologia de recontextualização dos objetos.

O público não profissional terá as portas da AR.COLisboa abertas de quinta-feira, 26, a sábado, 28, das 12h00 às 20h00 horas e domingo, 29, das 12h00 às 18h00.

Veja ainda na galeria algumas das obras que poderá encontrar na exposição.

Imagem de destaque: SLOWTRACK. Kudzanai Chiurai. Inkjet print. 100 x 150 cm.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

SUBSCREVER

Subscreva a newsletter e receba semanalmente todas as noticias de forma confortável

packshot_site

APP DELAS

Aceda por telemóvel, smartphone ou tablet as notícias, informações, num ambiente atrativo e intuitivo, compatível com o seu equipamento.

Appstore Googleplay

Um menu para dois restaurantes de cada lado do Atl…