As 11 vezes que o Papa Francisco pôs o dedo na ferida

Dos refugiados aos indígenas, da pobreza à falta de justa distribuição de bens, da venda de armas ao apelo pela paz e pela vida, o Papa Francisco tem feito das suas viagens internacionais um verdadeiro palco para vincar as desigualdades e injustiças, sem temer líderes ou contestação.

No fim da visita ao México, na qual o combate ao narcotráfico constituiu o principal eixo da mensagem, é tempo de recordar outras denúncias feitas pelo Sumo Pontífice e perceber que a luta pelas causas sociais vai continuar a dominar o seu discurso.

 

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

SUBSCREVER

Subscreva a newsletter e receba semanalmente todas as noticias de forma confortável

packshot_site

APP DELAS

Aceda por telemóvel, smartphone ou tablet as notícias, informações, num ambiente atrativo e intuitivo, compatível com o seu equipamento.

Appstore Googleplay

Taylor Swift sacou do feminismo no discurso dos Gr…