As jóias de filigrana contemporânea de Liliana Guerreiro

Jóias de filigrana trendy de Liliana Guerreiro
Ver Galeria
16 Photos
Jóias de filigrana trendy de Liliana Guerreiro
As jóias de filigrana contemporânea de Liliana Guerreiro
Liliana Guerreiro

Porto, 23/10/2014 - Liliana Guerreiro, designer de joias há 14, dedica-se a reinterpretar a filigrana tradicional portuguesa. ( Fábio Poço / Global Imagens )

Jóias de filigrana trendy de Liliana Guerreiro
As jóias de filigrana contemporânea de Liliana Guerreiro
Liliana Guerreiro

Porto, 23/10/2014 - Liliana Guerreiro, designer de joias há 14, dedica-se a reinterpretar a filigrana tradicional portuguesa. ( Fábio Poço / Global Imagens )

Jóias de filigrana trendy de Liliana Guerreiro
As jóias de filigrana contemporânea de Liliana Guerreiro
Liliana Guerreiro

Porto, 23/10/2014 - Liliana Guerreiro, designer de joias há 14, dedica-se a reinterpretar a filigrana tradicional portuguesa. ( Fábio Poço / Global Imagens )

Jóias de filigrana trendy de Liliana Guerreiro
As jóias de filigrana contemporânea de Liliana Guerreiro
Liliana Guerreiro

Liliana Guerreiro, designer de joias há 14, dedica-se a reinterpretar a filigrana tradicional portuguesa. ( Fábio Poço / Global Imagens )

Source: Jóias de filigrana trendy de Liliana Guerreiro
Jóias de filigrana trendy de Liliana Guerreiro
As jóias de filigrana contemporânea de Liliana Guerreiro
Liliana Guerreiro

Porto, 23/10/2014 - Liliana Guerreiro, designer de joias há 14, dedica-se a reinterpretar a filigrana tradicional portuguesa. ( Fábio Poço / Global Imagens )

Jóias de filigrana trendy de Liliana Guerreiro
As jóias de filigrana contemporânea de Liliana Guerreiro
Liliana Guerreiro

Porto, 23/10/2014 - Liliana Guerreiro, designer de joias há 14, dedica-se a reinterpretar a filigrana tradicional portuguesa. ( Fábio Poço / Global Imagens )

Jóias de filigrana trendy de Liliana Guerreiro
As jóias de filigrana contemporânea de Liliana Guerreiro
Liliana Guerreiro

Porto, 23/10/2014 - Liliana Guerreiro, designer de joias há 14, dedica-se a reinterpretar a filigrana tradicional portuguesa. ( Fábio Poço / Global Imagens )

Jóias de filigrana trendy de Liliana Guerreiro
As jóias de filigrana contemporânea de Liliana Guerreiro
Liliana Guerreiro

Porto, 23/10/2014 - Liliana Guerreiro, designer de joias há 14, dedica-se a reinterpretar a filigrana tradicional portuguesa. ( Fábio Poço / Global Imagens )

Jóias de filigrana trendy de Liliana Guerreiro
As jóias de filigrana contemporânea de Liliana Guerreiro
Liliana Guerreiro

Porto, 23/10/2014 - Liliana Guerreiro, designer de joias há 14, dedica-se a reinterpretar a filigrana tradicional portuguesa. ( Fábio Poço / Global Imagens )

Jóias de filigrana trendy de Liliana Guerreiro
As jóias de filigrana contemporânea de Liliana Guerreiro
Liliana Guerreiro

Porto, 23/10/2014 - Liliana Guerreiro, designer de joias há 14, dedica-se a reinterpretar a filigrana tradicional portuguesa. ( Fábio Poço / Global Imagens )

Jóias de filigrana trendy de Liliana Guerreiro
As jóias de filigrana contemporânea de Liliana Guerreiro
Liliana Guerreiro

Porto, 23/10/2014 - Liliana Guerreiro, designer de joias há 14, dedica-se a reinterpretar a filigrana tradicional portuguesa. ( Fábio Poço / Global Imagens )

Jóias de filigrana trendy de Liliana Guerreiro
As jóias de filigrana contemporânea de Liliana Guerreiro
Liliana Guerreiro

Porto, 23/10/2014 - Liliana Guerreiro, designer de joias há 14, dedica-se a reinterpretar a filigrana tradicional portuguesa. ( Fábio Poço / Global Imagens )

Jóias de filigrana trendy de Liliana Guerreiro
As jóias de filigrana contemporânea de Liliana Guerreiro
Liliana Guerreiro

Porto, 23/10/2014 - Liliana Guerreiro, designer de joias há 14, dedica-se a reinterpretar a filigrana tradicional portuguesa. ( Fábio Poço / Global Imagens )

Jóias de filigrana trendy de Liliana Guerreiro
As jóias de filigrana contemporânea de Liliana Guerreiro
Liliana Guerreiro

Porto, 23/10/2014 - Liliana Guerreiro, designer de joias há 14, dedica-se a reinterpretar a filigrana tradicional portuguesa. ( Fábio Poço / Global Imagens )

Jóias de filigrana trendy de Liliana Guerreiro
As jóias de filigrana contemporânea de Liliana Guerreiro
Liliana Guerreiro

Porto, 23/10/2014 - Liliana Guerreiro, designer de joias há 14, dedica-se a reinterpretar a filigrana tradicional portuguesa. ( Fábio Poço / Global Imagens )

Jóias de filigrana trendy de Liliana Guerreiro
As jóias de filigrana contemporânea de Liliana Guerreiro
Liliana Guerreiro

Porto, 23/10/2014 - Liliana Guerreiro, designer de joias há 14, dedica-se a reinterpretar a filigrana tradicional portuguesa. ( Fábio Poço / Global Imagens )

As jóias de Liliana Guerreiro já estiveram expostas no Museu de Design de Nova Iorque. São de filigrana, mas não parecem antigas. E podem ser compradas nas melhores ourivesarias.

Quando era pequena, Liliana Guerreiro gostava de vir a ser uma mulher carregada de jóias, imersa nelas. Já nessa altura a mãe apanhava-a a desmontar as que lhe ofereciam e outras que apanhava a jeito em casa para lhes acrescentar elementos. Na adolescência, gastava nisso todo o seu dinheiro. «Esta foi uma paixão que começou muito cedo, comigo a colar búzios nas peças de prata da minha mãe e da minha avó com Super Cola 3. Sempre gostei de usar joias e, principalmente, de alterá-las», diz.

Hoje, aos 40 anos, Liliana é especialista a reinventar a filigrana tradicional portuguesa e a primeira joalheira do país a ter exposto no Museu de Arte e Design de Nova Iorque, um evento que anualmente divulga 50 designers contemporâneos de todo o mundo. Foi uma das quatro selecionadas para vender as suas joias na loja do museu.

Liliana começou a gostar de filigrana no Minho, onde nasceu. Agarrou nas técnicas tradicionais e fez peças modernas.

Quando sai de casa, Liliana leva sempre umas joias dela, sobretudo anéis grandes. Ser natural de Viana do Castelo, o lugar das festas e da filigrana teve também o seu papel nesta história. Adorava a perfeição dos corações de Viana, a força das mulheres da sua terra carregadas de ouro. Conheceu a oficina dos mestres ourives Joaquim e Guilherme Rodrigues, na Póvoa de Lanhoso, há dez anos, numa visita de estudo.

Fez parte de um projeto chamado Leveza: Reanimar a Filigrana, com a Escola Superior de Artes e Design (ESAD) de Matosinhos e o Museu do Ouro de Travassos com o objetivo de para reinterpretar a filigrana nacional. “Continuo a ir ter com eles uma vez por semana, para pesquisar e trabalhar. Fazem aquilo tão bem que eu desenho, experimento, monto os protótipos, e eles repetem as peças e aplicam a técnica de soldadura.”  Confia totalmente no trabalho deles.

Liliana estudou em Lisboa design de interiores, na Escola Superior de Artes Decorativas da Fundação Ricardo Espírito Santo. Andava infeliz, a repensar a vida, quando uma amiga lhe mostrou as oficinas da ESAD de Matosinhos e ela soube que podia ser joalheira profissional. Depois aprofundou a formação especializada no Centro de Joalharia do Porto. Venceu o Concurso de Artesanato Tradicional da Feira Internacional de Lisboa, no seguinte ganhou o Concurso de Arte Contemporânea da FIA e o primeiro Concurso Internacional de Filigrana (na Póvoa de Lanhoso).

“A frase do Picasso que diz que a inspiração existe, mas de que nos encontra trabalhando é perfeita para descrever o meu caso”, diz. Ela estudou um relicário do século XIX – uma das peças mais trabalhadas e emblemáticas da filigrana tradicional. E foi com base nesses elementos que chegou às suas coleções Bocais, Fio, Cheio de Ramo, Estrutura ou Malha (a sua preferida). “Os nomes muito técnicos são os utilizados pelos ourives e representam os vários elementos e enchimentos que subtraí do relicário”.

“Toda a gente fica curiosa com a leveza e a simplicidade das peças. Quando explico serem feitas à mão com base numa técnica ancestral, os clientes ficam ainda mais interessados”, conta Liliana. A reação é ainda mais reconfortante nos países onde também há tradição em filigrana, como o Chile, a Colômbia ou Israel. “As jóias são muitas vezes usadas como símbolo de estatuto, eu prefiro vê-las como um prolongamento da personalidade e do corpo de quem as usa”, diz. Para ela, pelo menos, têm sido o maior talismã.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

SUBSCREVER

Subscreva a newsletter e receba semanalmente todas as noticias de forma confortável

packshot_site

APP DELAS

Aceda por telemóvel, smartphone ou tablet as notícias, informações, num ambiente atrativo e intuitivo, compatível com o seu equipamento.

Appstore Googleplay

Mulheres e sapatos: que relação é esta?