Bénérice Bejo: o terror e o amor da atriz franco-argentina

Bénérice Bejo, a atriz franco-argentina, deu uma entrevista ao jornal inglês ‘The Guardian’, na qual fala sobre o seu papel no novo filme ‘A Infância de um Líder’, um drama passado no início do século XX. Esse era o mote da entrevista mas atriz que se tornou conhecida do público pela sua interpretação no filme ‘O Artista’ acabou por falar também sobre o medo vivido em França depois dos atentados terroristas e sobre a família.

A personagem que interpreta naquela obra de Brady Corbet resume-se a “uma espécie de rainha que não pode reinar”. “Tem um filho forte o suficiente para se tornar rei. Foi assim que interpretei o enredo. Ela não consegue ter poder porque é mulher. No entanto, tem este rapaz e empurra-o para o mais longe que consegue”, explicou.

Bejo, de 40 anos, é casada com Michel Hazanavicius, de 49, escritor e realizador de cinema francês. A casa onde vivem fica a poucos minutos do Bataclan, a sala de espetáculos que foi palco dos atentados de Paris a 13 de novembro do ano passado.

Nessa altura do atentado, Hazanavicius escreveu uma carta ao Estado Islâmico, que acabaria por se tornar viral nas redes sociais. “Aqui em França, nós amamos – sobretudo – a vida e os prazeres que estão incluídos nela. Para nós, entre nascer e morrer – o mais tarde possível -, a ideia principal é foder, rir, comer, brincar, foder, beber, ler, dormir a sesta, foder, falar, comer, discutir, pintar, foder, ir fazer uma caminhada… Ler, foder, dar, foder, dormir, ver filmes, coçar os tomates, dar um pum para fazer os nossos amigos rir, mas, acima de tudo foder, e eventualmente receber uma bela punheta”. Bénérice foi a primeira pessoa a ler a missiva. Na entrevista, recorda – enquanto se ri – o que disse ao marido: “Bem… Andas a foder muito!”.

Photo by #MichelHazanavicius #Cannes2016 Thanks to my team #SabrinaRiccardi #StephaneBodin #DelphineEhrhart #AntoineWauquier @eliesaabworld

Uma foto publicada por Bérénice Bejo | OFFICIAL (@berenicebejo_official) a

“Não podemos viver com medo nos nossos corpos. Não faz parte do meu caráter. Não consigo parar de viver”, respondeu ao jornalista, que lhe perguntou se poderão eventualmente haver mais cartas destinadas ao Estado Islâmico. “Se ele quiser escrever outra, nós publicamos.”

Filha do famoso cineasta argentino Miguel Bejo e de uma advogada, Bénérice fugiu com a família da Argentina no final dos anos 1970, durante o período ditatorial, para Paris. A atriz tinha três anos. As semelhanças entre a família que agora criou e aquela em que cresceu são “assombrosas”. Ambas os agregados têm duas crianças de relações anteriores e duas do presente e o pai e o marido são cineastas. “Não podes casar com o teu pai, por isso casas com o que mais se aproxima dele”, disse. E apontou ainda: “O meu chama chama-se Miguel e, por vezes, é isso que digo quando quero dizer Michel”.

‘The Childhood of a Leader’, título original de ‘A Infância de um Líder’, chega às salas de cinema portuguesas em novembro. O filme é o primeiro trabalho de Brady Corbet, de 27 anos, como realizador.

SUBSCREVER

Subscreva a newsletter e receba semanalmente todas as noticias de forma confortável

packshot_site

APP DELAS

Aceda por telemóvel, smartphone ou tablet as notícias, informações, num ambiente atrativo e intuitivo, compatível com o seu equipamento.

Appstore Googleplay

Conheça Simone Biles, a estrela da ginástica nos…