Subir

Cancro da mama está relacionado com o consumo de álcool

“Há uma evidência forte de que o álcool causa cancro em sete partes do corpo e provavelmente noutras.” Esta é a primeira conclusão do estudo ‘O consumo de álcool como causa de cancro‘, uma pesquisa conduzida por Jennie Connor da Universidade da Nova Zelândia que analisou os metadados da base de dados Medline e dos arquivos da Agência Internacional para a Pesquisa do Cancro. A investigadora recolheu os dados de todos os estudos sobre cancro depositados nestas duas instituições e conseguiu descobrir uma relação direta entre beber álcool e desenvolver uma neoplasia em sete sítios específicos.

Orofaringe, laringe, esófago, fígado, cólon, reto e mama, são as partes em que se desenvolveram os cancros que a equipa internacional de investigadores detetou terem uma relação direta com o consumo elevado de álcool. O processo biológico que é espoletado pelas bebidas não foi ainda estudado mas apenas a relação estatística, numérica, entre álcool e a doença. E a relação parece ainda mais misteriosa quando pensamos no cancro da mama, mas os números não mentem.


Leia também O cancro da mama não é uma sentença de morte


Este não é, em todo o caso, o primeiro estudo que demonstra a prevalência das neoplasias em pessoas com historial de consumos de álcool, em termos estatísticos. Ficam por apurar como é que a alteração das células ocorre e se isso acontece com todas as substâncias alcoólicas ou se há maior prevalência nos consumidores de bebidas destiladas, ou de vinho, etc.

    CM