Cindy Crawford denuncia exigências no mundo da moda

“Espera-se que as manequins sejam cada vez mais magras”, começou por destacar Cindy Crawford, num entrevista ao site Refinery 29, durante a qual a antiga supermodelo revisitou o mundo da moda que viveu, no pico da sua popularidade, e comparou-o com o panorama atual.

“Antes, podia-se ter algum peito, ancas e uns quilos extra. Agora, elas têm que ser mais magras”, reiterou aquela que já foi a modelo mais bem paga do mundo. Com 50 anos de vida e com uma filha a iniciar-se no mundo da moda, Crawford consegue estabelecer bem a diferença entre as duas épocas: “Sempre fui tamanho 38. Nunca fui muito magra e não me sentia mal por isso. A grande mudança que vejo em relação às modelos mais jovens é que há uma grande pressão para estarem mais magras.”

Crawford falou ainda sobre os conselhos que dá à filha, Kaia Gerber, que já posou para várias edições da revista ‘Vogue’. “Ensinamos coisas uma à outra. Ela não tem medo de experimentar novas coisas, por um lado graças à sua idade, e, por outro, pelo acesso que tem a tudo com os vídeos no Youtube”, explicou a ex de Richard Gere. Crawford sublinhou ainda a importância de ter sido modelo para ajudar agora a filha: “Acho que a coisa mais importante que ela aprendeu comigo, para além de lavar sempre a cara antes de ir dormir, é utilizar bons produtos para a pele.”

Cindy Crawford está casada desde 1998 com o empresário e antigo manequim Rande Gerber. A filha do casal, Kaia, é representada pela conceituada agência IMG, que tem em carteira modelos como Gigi Hadid e Jon Kortajarena.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

SUBSCREVER

Subscreva a newsletter e receba semanalmente todas as noticias de forma confortável

packshot_site

APP DELAS

Aceda por telemóvel, smartphone ou tablet as notícias, informações, num ambiente atrativo e intuitivo, compatível com o seu equipamento.

Appstore Googleplay

Kendall Jenner é o novo rosto da marca de ‘…