Despedido o engenheiro da Google que defendia desigualdade de género

A Google despediu o autor de um memorando que foi distribuído na empresa e que defendia as desigualdades laborais entre homens e mulheres.

O documento desrespeitava o código de conduta da empresa, explicou na segunda-feira, 7 de agosto, o diretor executivo Sundar Pichai, num email enviado aos empregados, uma vez criticava a política igualitária da empresa e defendia os estereótipos de género.

Leia mais em dn.pt

Na fotogaleria, em cima, leia algumas das afirmações polémicas feitas no documento.

 

Imagem de destaque: Shutterstock

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

SUBSCREVER

Subscreva a newsletter e receba semanalmente todas as noticias de forma confortável

packshot_site

APP DELAS

Aceda por telemóvel, smartphone ou tablet as notícias, informações, num ambiente atrativo e intuitivo, compatível com o seu equipamento.

Appstore Googleplay

Gangue de “avós” condenado por perseguir deve…