Subir

Donald Trump: Imigrantes? Não. Ou melhor, sim mas só se forem bonitas!

Candidato republicano à Casa Branca Donald Trump [REUTERS/Eduardo Munoz]

Candidato republicano à Casa Branca Donald Trump (REUTERS/Eduardo Munoz)

Os imigrantes, em particular os latinos, são um dos alvo a abater nos discursos do candidato republicano à presidência dos Estados Unidos, Donald Trump. O multimilionário já afirmou, por exemplo, que

“O México manda as suas pessoas, mas não as melhores. Envia as que têm problemas e as que vêm trazer problemas para os Estados Unidos”.

Noutras ocasiões, falou de imigrantes como “violadores” e “criminosos”. Alargando as suas ideias a outras nacionalidades, Trump considerou que “há pessoas que estão a chegar, e não me refiro apenas aos mexicanos, mas falo de pessoas que chegam de toda a parte e que são assassinos e violadores e eles estão a chegar a este país”, afirmou o polémico candidato.
Perspetiva diferente terá o mesmo Donald Trump, o mesmo multimilionário que preside à agência de manequins de que é detentor? Numa primeira visita ao site, descobrimos beleza oriunda de todos os quadrantes: de França, de Espanha, do Cazaquistão, da Nova Zelândia, mas também chega da América do Sul, como Brasil, e até do México.

 

Imagem do site de Trumps Models [Foto: DR]

Imagem do site de Trumps Models (Foto: DR)

“A Trump Models é a ideia e a visão do dono, Donald Trump. Como uma das agências líderes em Nova Iorque, a Trump Models tem estado na linha da frente na aposta na inovação e no talento vibrante que personificam as tendências na indústria da moda”, lê-se no site onde é possível fazer uma inscrição online.

A Reuters tinha já avançado que a agência de manequins tinha já procurado aplicar os visas (processos de autorização de permanência no país) para 250 modelos que são representados pela empresa de modelos. Uma autorização especial que – de acordo com os serviços norte-americanos para a imigração – requer a existência de “capacidades especiais nas ciências, artes ou negócios”, procurando candidatos que “possam beneficiar substancialmente a a economia nacional, os interesses culturais, os interesses educacionais e o Estado norte-americano.

De acordo com o vídeo feito pela Heat Street, e divulgado pelo tabloide norte-americano ‘New York Post’, algumas das manequins da agência de Trump que pisaram as passerelles da New York Fashion Week afirmaram ter outras preferências eleitorais e serem detentoras daquele visa.

E se a indústria da moda não parece questionar este processo e esta disparidade de ideias, também a manequim mexicana Ximena Navarrete parece não ver nada de errado nas declarações de Trump: “Não gosto de entrar em matérias políticas. Donald Trump tem-me tratado de forma muito simpática e não vou maldizer quem me tem tratado bem. Mas também estou do lado dos mexicanos. Sou uma delas, sou pontual, honesta e uma mulher trabalhadora”, afirmou a antiga Miss Universo 2010 em entrevista a uma revista de televisão do seu país de origem.

Ximena Navarrete [Foto: Facebook]

Ximena Navarrete [Foto: Facebook]

E prosseguiu: “Entendo ambas partes neste caso e defenderei sempre os mexicanos.”

Siga-nos no Facebook

CB