E se uma aplicação medisse as vezes que uma mulher é interrompida?

O Dia Internacional da Mulher, 8 de março, não foi só pretexto para protestos um pouco por todo o mundo. Houve outras iniciativas que arrancaram à boleia das comemorações dessa mesma data e que têm o propósito de chamar à atenção para os pequenos detalhes do quotidiano onde ainda estão evidentes algumas disparidades.

Uma aplicação para medir as vezes que uma mulher é interrompida, semáforos com iconografia feminina, livrarias que encontram soluções originais para demonstrar a desigualdade. E até há som e um novo hino, feito a partir de um velho êxito dos tops musicais.

Tudo isto num dia marcado por uma coincidência: Com os Estados Unidos da América a serem palco de uma manifestação subordinada ao tema “Um dia sem mulheres”, também a Estátua da Liberdade parece ter alinhado no protesto. O monumento ficou às escuras, na terça-feira, 7 de março, por algumas horas, ma tal ter-se-á devido a problemas com o gerador de energia.

Imagem de destaque: Shutterstock

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

SUBSCREVER

Subscreva a newsletter e receba semanalmente todas as noticias de forma confortável

packshot_site

APP DELAS

Aceda por telemóvel, smartphone ou tablet as notícias, informações, num ambiente atrativo e intuitivo, compatível com o seu equipamento.

Appstore Googleplay

Mísia celebra 25 anos de carreira com residência…