Eleições norte-americanas: vai um copinho de “Melanianade”?

Saturday Night Live

Quando, há 15 dias, Alec Baldwin reforçou o elenco do premiado formato de humor da NBC ‘Saturday Night Live’ (SNL), para interpretar Donald Trump, as intenções eram óbvias: criar, até 8 de novembro, os mais hilariantes sketches, inspirados na campanha eleitoral norte-americana.

Uma semana depois do segundo debate televisivo entre Donald Trump e Hillary Clinton, Alec Baldwin e Kate McKinnon voltaram a estar frente a frente no ‘SNL’, num segmento que incluiu momentos hilariantes, como: pivôs a beber shots, Hillary Clinton a tentar ter uma atitude descontraída e Donald Trump a perseguir Clinton ao estilo do filme ‘Tubarão’.

Depois de uma semana que ficou marcada por dezenas de relatos de mulheres que dizem ter sido, de alguma forma, assediadas pelo candidato republicano, e após o escândalo da revelação de uma gravação de 2005, onde Trump pode ser ouvido a proferir comentários sexistas e misóginos, um outro ‘sketch’ do SNL foca-se numa personagem não menos importante desta eleição: Melania Trump.

A mulher que, caso Trump fosse eleito, se tornaria primeira-dama dos Estados Unidos, é interpretada neste segmento por Cecily Strong. ‘Melanianade’ é uma paródia ao álbum visual de Beyoncé, ‘Lemonade’. No vídeo, a preto e branco, Melania está acompanhada de outras figuras femininas ligadas a Trump: Ivanka e Tiffany, as filhas, Kellyanne Conway, a diretora de campanha e Omarosa Manigault, uma das concorrentes do concurso ‘O Aprendiz’, que Donald Trump apresentou.

SUBSCREVER

Subscreva a newsletter e receba semanalmente todas as noticias de forma confortável

packshot_site

APP DELAS

Aceda por telemóvel, smartphone ou tablet as notícias, informações, num ambiente atrativo e intuitivo, compatível com o seu equipamento.

Appstore Googleplay

“5 Para Meia-Noite” regressa dia 20 co…