Subir

Escola primária proíbe abraços

Escola primária de Geelong, na Austrália, proíbe abraços. Às crianças foi dito para encontrarem outras formas de demonstrarem os afetos.

Os abraços foram proibidos na escola primária de Geelong, na Austrália. Às crianças foi dito para encontrarem outras formas de demonstrarem os afetos.

Segundo o diretor da Escola Primária St. Patricks, John Grant, não houve “nada em particular” que tivesse motivado esta decisão. “Mas nos dias de hoje temos cada vez mais consciência sobre a proteção das crianças e que devemos ensiná-las, desde tenra idade, que têm de ser cautelosas”, justificou.


Veja também o artigo Estudo diz que insucesso escolar é causado pela mãe


O diretor falou com todos os professores sobre a decisão de banir os abraços e pediu-lhe que informassem as turmas, mostrando-lhes como alternativa outros métodos de mostrar os afetos. E disse que hoje iria enviar uma carta aos pais. Segundo John Grant as crianças da escola eram “entusiastas” dos abraços, distribuindo-os pelos professores e entre elas.

“Nos temos muitas crianças que se levantam para abraçar e estamos a tentar incentivar todas a respeitar o espaço privado de cada um”, disse o diretor. “Nem toda a gente se sente confortável ao ser abraçada.”

B.C.M.