Esta é a receita para ter boas notas

Que o sono nos afeta de diferentes formas não é novidade. Ou tão pouco é nova a importância que uma boa noite de sono pode ter para a saúde dos mais jovens. Mas um novo estudo traz de volta o conceito de ‘deitar cedo e cedo erguer’, pelo menos no que à parte do deitar cedo diz respeito. É que, revela um grupo de especialistas da Universidade de Bergen, na Noruega, há uma relação forte entre os problemas de sono e os resultados académicos dos adolescentes: quanto menos os jovens dormem, piores notas têm.


Veja outros artigos relacionados:
O segredo para dormir bem todos os dias
Saiba porque deve dormir mais ao fim de semana


Publicado na revista especializada ‘Journal of Sleep Research’, o trabalho sugere que ir para a cama cedo e encorajar este tipo de hábito durante todos os dias da semana tem reflexo nos resultados escolares. A equipa de Mari Hysing, psicóloga e uma das principais autoras do estudo, analisou dados referentes a 7.798 adolescentes noruegueses. E aqueles com idades entre os 16 e os 19 anos que iam para a cama entre as 22h00 e as 23h00 todos os dias, fins de semana incluídos, apresentavam melhores notas.

Para aqueles que se justificam as noites mal dormidas com as dificuldades em adormecer e manter-se na cama, a Escola de Saúde Pública de Harvard deixa alguns conselhos, que podem ajudar a conquistar o descanso merecido.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

SUBSCREVER

Subscreva a newsletter e receba semanalmente todas as noticias de forma confortável

packshot_site

APP DELAS

Aceda por telemóvel, smartphone ou tablet as notícias, informações, num ambiente atrativo e intuitivo, compatível com o seu equipamento.

Appstore Googleplay

Ajuda prática para mães, tias, madrinhas e avós…