Ficar em forma num resort de luxo em Sintra

O Penha Longa Resort, em Sintra sofreu uma série de remodelações durante este ano. O restaurante principal foi renovado na decoração e no conceito. O Mercato é agora um restaurante italiano onde a primazia vai para a confeção de alimentos da época. Os quartos foram inteiramente renovados e estão mais ao gosto dos dias de hoje, mantendo as boas áreas mas com um maior conforto visual.

A zona das piscinas também foi toda renovada e, mesmo agora que os dias arrefecem mais cedo, sabe bem dar um mergulho na infinity edge pool, a que fica mais ao fundo do hotel e que é reservada a adultos. Se estiver mesmo frio, a piscina interior serve lindamente para dar umas boas braçadas.

O Spa do Penha Longa não tem inovações decorativas nem arquitetónicas, nem precisa. Mantêm-se as piscinas exteriores em pedra xisto, as estruturas em madeira de aspeto oriental e o labirinto do autoconhecimento. No interior, continuam as salas de tratamento em que a madeira predomina e a zona de descanso cheia de cortinas.

O que muda aqui, no Spa do Penha Longa, é utilizador. Além de aberto aos hóspedes, o spa passa agora a poder receber outros clientes de forma regular. Os programas de diagnóstico e tratamento contínuo passam a ser uma das valências do spa. O acesso a estes programas personalizados faz-se com reserva e nunca se começa sem uma consulta de avaliação física, mental e espiritual, pelo diretor técnico do spa, que a partir desse momento constrói um programa de bem-estar holístico.

É claro que nada é imposto, e a escolha dos tratamentos, consultas e atividades desportivas que podem formar o programa de bem-estar passam também pelos gosto de cada cliente. Atividades desportivas há yoga, pilates, fitness, padel, natação e power walking à escolha. Nós experimentámos uma aula de Pilates, no espaço exterior do spa, e acabámos a sessão mais tonificadas, e mais altas – os alongamentos da coluna permitem-nos crescer até 2 cm temporariamente. Depois tivemos direito a uma massagem relaxante que quase, quase nos faz dormir.

Revigoradíssimas e com fome, porque o pequeno-almoço farto do hotel não chega para tanto esforço (?), fomos almoçar ao Arola, o restaurante de tapas espanholas. Estragámos um pouco o trabalho feito no Pilates, mas no dia seguinte ainda sentíamos os músculos a trabalhar e por uma semana inteira pensámos em fechar o centro, que é como quem diz, encolher a barriga. Se resulta? Achamos que sim, pelo menos nas fotografias parecemos mais magras. 🙂

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

SUBSCREVER

Subscreva a newsletter e receba semanalmente todas as noticias de forma confortável

packshot_site

APP DELAS

Aceda por telemóvel, smartphone ou tablet as notícias, informações, num ambiente atrativo e intuitivo, compatível com o seu equipamento.

Appstore Googleplay

Vacinas: a ciência sob ataque?