Feminista recebe ameaças de morte e violação contra a filha de 5 anos

Jessica Valenti

Jessica Valenti, colunista do jornalThe Guardian e autora de cinco livros sobre feminismo, viu-se obrigada a deixar as redes sociais depois de ter recebido várias mensagens com ameaças de violação e morte dirigidas à sua filha de apenas cinco anos. O facto de ser feminista já lhe valeu várias dores de cabeça ao longo dos anos, mas nunca tinha tomado proporções tão graves.

“Esta manhã acordei com uma ameaça de rapto e morte direcionada à minha filha de 5 anos. É inacreditável isto fazer parte da minha vida. Estou cansada desta porcaria. Cansada de estar sempre com medo. Não devia precisar de temer pela segurança dos meus filhos por escrever sobre feminismo. Ninguém devia precisar disso”, escreveu Jessica Valenti no Twitter antes de abandonar a rede social.


Leia também o artigo: O feminismo é pop?


A feminista é autora de cinco livros sobre o tema. O último, Sex Object: A Memoir (Objeto Sexual: Um Livro de Memórias, em português), faz parte da lista de livros mais vendidos do The New York Times.

“A aplicação da lei precisa de se adaptar às ameaças online. Vou deixar as redes sociais por um tempo, não sei quanto. Só sei que não posso viver assim. É demais”, acrescentou a feminista.

A norte-americana, que escreve para a edição internacional do jornal britânico, não foi a única vítima de ataques nas redes sociais durante o último mês. A atriz Leslie Jones e a cantora Preta Gil foram vítimas de racismo na Internet. A primeira chegou a abandonar o Twitter durante alguns dias e a segunda apresentou queixa na polícia.

SUBSCREVER

Subscreva a newsletter e receba semanalmente todas as noticias de forma confortável

packshot_site

APP DELAS

Aceda por telemóvel, smartphone ou tablet as notícias, informações, num ambiente atrativo e intuitivo, compatível com o seu equipamento.

Appstore Googleplay

Carminho no Festival Internacional de Música de M…