Fundação Clinton vai limitar doações se Hillary chegar à Casa Branca

Hillary Clinton

A Fundação Clinton anunciou na quinta-feira várias mudanças caso a candidata democrata, Hillary Clinton, chegue à Casa Branca nas eleições de novembro, destacando que vai rejeitar doações do estrangeiro ou de empresas.

Assim, a fundação, cujo nome completo é Fundação Bill, Hillary e Chelsea Clinton, apenas receberá doações de cidadãos norte-americanos e de entidades sem fins lucrativos.


Leia também o artigo: Hillary Clinton: 10 mulheres que deram milhões à campanha democrata


Além disso, a fundação deixará de organizar a Iniciativa Global Clinton, um encontro anual que reúne líderes governamentais, grandes empresários, doadores e pessoas famosas.

A Iniciativa Global Clinton vai comemorar o seu 12.º e último encontro em setembro em Nova Iorque, coincidindo com a Assembleia Geral das Nações Unidas.

A última mudança na fundação será a renúncia do ex-presidente norte-americano Bill Clinton do conselho de administração, enquanto o futuro papel de Chelsea, a filha dos Clinton, ainda não está definido.

Hillary Clinton abdicou do seu papel no conselho de administração depois de anunciar as suas aspirações presidenciais, no ano passado.

SUBSCREVER

Subscreva a newsletter e receba semanalmente todas as noticias de forma confortável

packshot_site

APP DELAS

Aceda por telemóvel, smartphone ou tablet as notícias, informações, num ambiente atrativo e intuitivo, compatível com o seu equipamento.

Appstore Googleplay

Mutilação Genital Feminina voltou a matar