GNR de Arcos de Valdevez comandada por uma mulher

A primeira mulher nomeada para o “exercício efetivo” de comando na GNR no distrito de Viana do Castelo, vai assumir, na segunda-feira, a liderança do Destacamento Territorial de Arcos de Valdevez, informou hoje aquela força policial.

Em declarações à agência Lusa, fonte do Comando Territorial da GNR de Viana do Castelo explicou que Maria Luísa Faria Peixoto “é a primeira mulher a comandar, efetivamente” um destacamento da Guarda Nacional Republicana no Alto Minho, sendo que “houve outras situações de mulheres a desempenhar essas funções mas de forma temporária e em regime de substituição”.

Natural de Vila Verde, no distrito de Braga, a capitão de Infantaria Maria Luísa Faria Peixoto vai substituir o capitão de Infantaria Ricardo Filipe da Silva Cortinhas, que passará a desempenhar as funções de chefe da Secção de Recursos Logísticos e Financeiros deste Comando.

Com 30 anos de idade, Maria Luísa Peixoto ingressou na GNR em 2005, “destacando-se, ao longo da sua carreira, pelas funções de adjunta do Comandante de Destacamento Territorial de Viana do Castelo (2010-2011), adjunta do Comandante do Destacamento Territorial do Montijo (2011-2014) e Comandante do Destacamento Territorial de Setúbal (2014-2016).

A primeira mulher comandante do Alto Minho possui o mestrado em Ciências Militares, na especialidade de Segurança.

SUBSCREVER

Subscreva a newsletter e receba semanalmente todas as noticias de forma confortável

packshot_site

APP DELAS

Aceda por telemóvel, smartphone ou tablet as notícias, informações, num ambiente atrativo e intuitivo, compatível com o seu equipamento.

Appstore Googleplay

A igualdade de género faz bem às empresas. Não …