Guarda adere à reutilização de manuais escolares

Criança escola

A Câmara Municipal da Guarda anunciou hoje o lançamento de um Programa Municipal de Reutilização de Manuais Escolares, que vai permitir que as famílias poupem até 80% nos livros escolares dos seus filhos.

Segundo o presidente da autarquia da Guarda, Álvaro Amaro, o programa denominado “SPIN Guarda – Programa Municipal de Reutilização de Manuais Escolares”, permitirá que os munícipes recuperem 20% das despesas com livros dos anos anteriores e poupem 60% do Preço de Venda ao Público nos manuais para o próximo ano.

“A Guarda deu um passo em frente no sentido da gestão sustentável dos recursos e da universalização do uso de materiais didáticos de qualidade nas escolas do concelho. O município vai implementar um inovador programa de reutilização de manuais escolares, que permite às famílias pouparem até 80% nos livros escolares dos seus filhos e recuperarem parte das despesas com os livros do ano anterior”, anunciou o autarca.

Pelas contas do município da Guarda, “os gastos com manuais ascendem anualmente a um milhão de euros” e é preocupação do executivo presidido por Álvaro Amaro “aliviar a fatura das famílias na aquisição destes recursos didáticos, no início do ano letivo e ao longo de toda a escolaridade obrigatória”.

De acordo com a autarquia, está disponível uma plataforma na internet, em spinguarda.pt, e, em breve, surgirá uma aplicação móvel (iOS e android) “capaz de identificar os manuais através do reconhecimento do código de barras”.

“O procedimento é muito simples: após registar os livros de que já não precisa, basta entregá-los devidamente identificados na escola. Após avaliação e recuperação pela equipa ‘SPIN’ estarão disponíveis para os outros alunos da Guarda e a remuneração respetiva é depositada na sua conta bancária”, é explicado.

O projeto “SPIN” é desenvolvido pela “Book in Loop“, uma ‘start-up’ tecnológica, incubada no Instituto Pedro Nunes, em Coimbra, e na Startup Lisboa, dedicada a trazer as ferramentas da ‘sharing-economy’ para o setor da educação.

O município da Guarda lembra que, nos últimos anos, através da Biblioteca Municipal Eduardo Lourenço (BMEL), tem vindo a promover uma campanha de reutilização de manuais escolares.

A BMEL recolhia os exemplares dos manuais usados de diferentes anos letivos e graus de ensino, sendo objetivo da campanha ajudar as famílias a poupar na educação, redistribuindo manuais prioritariamente a famílias referenciadas pelo serviço de Ação Social da autarquia.

SUBSCREVER

Subscreva a newsletter e receba semanalmente todas as noticias de forma confortável

packshot_site

APP DELAS

Aceda por telemóvel, smartphone ou tablet as notícias, informações, num ambiente atrativo e intuitivo, compatível com o seu equipamento.

Appstore Googleplay

O estranho comportamento das crianças depois de v…