Impeachement de Dilma Rousseff dá mais um passo

(Foto: Ricardo Moraes/Reuters)

O processo de destituição da Presidente do Brasil continua em curso. Depois de ter sido votada favoravelmente na câmara baixa do parlamento brasileiro, a moção subiu ao senado e esta sexta-feira o relatório do senador Antônio Anastasia, do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), favorável à admissibilidade do processo contra Dilma Rousseff foi votado favoravelmente por 15 dos 21 senadores que compõem a comissão.

O relatório aponta que há dados suficientes para Dilma Rousseff ser julgada pelo crime de responsabilidade.

Com esta votação na comissão, o impeachement segue para o Senado onde se espera que venha a ser aprovado bastando para isso uma maioria simples de 41 senadores em 81. Se for aprovado, Dilma Rousseff será temporariamente afastada por até 180 dias para a conclusão do julgamento, período durante o qual o vice-presidente assumirá a Presidência.

SUBSCREVER

Subscreva a newsletter e receba semanalmente todas as noticias de forma confortável

packshot_site

APP DELAS

Aceda por telemóvel, smartphone ou tablet as notícias, informações, num ambiente atrativo e intuitivo, compatível com o seu equipamento.

Appstore Googleplay

Tess Asplung, a protagonista da foto da semana