Já cheira a verão, pelo menos nos perfumes

O perfume é das últimas memórias que perdemos, é por isso que muitas vezes somos levados até lembranças longínquas na nossa vida através de um cheiro particular. Esta capacidade de nos fazer recordar é o que torna cada aroma tão pessoal e intransmissível – isto não é só uma frase feita é mesmo verdade. Todos os perfumes se alteram quando entram em contacto com a nossa pele e por isso o mesmo perfume não cheira da mesma maneira em toda a gente.

Há quem seja fiel a um único perfume por toda a vida e há quem goste de mudar de acordo com o estado de espírito. Duas opções que fazem todo o sentido: por um lado os perfumes são muito pessoais e se tornam numa recordação, e por isso faz sentido que a fragrância que usamos se torne uma identidade nossa, por outro os cheiros também têm uma lado terapêutico sendo usados em várias rituais de relaxamento e tratamento, ou seja cada nota é indicada para uma situação especifica o que torna alguns perfumes mais indicados para uma situação do que para outras, pelo menos teoricamente.

A combinação destes dois lados opostos, resulta numa verdade simples: os perfumes têm a capacidade de nos provocar sensações, seja através da memória ou através do despertar dos sentidos. É por isso que os perfumes normalmente nos contam histórias, vendendo sentimentos concretos. Basta pensarmos nos anúncios a este tipo de produto, de repente não me recordo de nenhum que fale de um perfume “com notas cítricas que contrastam com um toque amadeirado”, mas rapidamente me recordo de vários que falam de aroma “sensual e magnetizante”, “romântico e jovem” ou ainda “poderoso e confiante”. O que é vendido quando falamos desta gama de produto é uma personalidade e não um cheiro, exatamente porque um perfume deve ter esta capacidade de despertar sentimentos.

Além desta característica mística, o combinar de diferentes essenciais é um trabalho complexo e que requer inúmeras experiências até encontrar o equilíbrio perfeito. A maioria das essências são retiradas da natureza ou são replicas criadas em laboratório das fragrâncias naturais, sendo normalmente o seu aroma em bruto muito distinto do cheiro que ganham quando misturadas com outros elementos.

No verão normalmente os perfumes são mais frescos e florais, descubra alguns dos novos lançamentos desta estação.


Veja também como escolher o corretor de olheiras ideal para si.


Imagem de destaque: Shutterstock

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

SUBSCREVER

Subscreva a newsletter e receba semanalmente todas as noticias de forma confortável

packshot_site

APP DELAS

Aceda por telemóvel, smartphone ou tablet as notícias, informações, num ambiente atrativo e intuitivo, compatível com o seu equipamento.

Appstore Googleplay

Sabia que o maior spa do mundo é grátis? Aprovei…