Kim Kardashian pondera recorrer a barriga de aluguer para terceiro filho

Kim Kardashian

Kim Kardashian considera avançar para a gestação de substituição, vulgarmente conhecida como barriga de aluguer, para ter um terceiro filho. Depois de ter sofrido vários problemas durante as gestações dos dois filhos, a socialite prometeu não voltar a engravidar.

No entanto, isso não significa que Kardashian não queira aumentar a família. A mulher de Kanye West revela que está à procura de métodos alternativos e, no episódio da próxima semana de ‘Keeping Up With The Kardashians’, admite, perante o choque das irmãs, que quer explorar a hipótese da gestação de substituição.

West e Kardashian já confidenciaram o desejo de ter mais um filho, depois de terem sido pais de North, de três anos, e Saint, atualmente com 10 meses. No entanto, nunca foi segredo as dificuldades sentidas durante a gravidezes.

Agora, a estrela de reality tv esclarece que sofre de uma patologia chamada placenta acreta, que acontece quando a placenta se cola à parede uterina. A remoção, posterior ao prato, pode provocar fortes hemorragias.

Kardashian descreveu como é que o problema se manifestou no parto da primeira filha. “Nós induzimos o meu trabalho de parto e eu tive a North rapidamente. Imediatamente após o parto, a placenta normalmente deve sair. A minha não. A minha placenta manteve-se colada ao meu útero e o médico teve de colocar o braço dentro de mim e tirar a placenta com as suas próprias mãos, arrancando-a do meu útero com os dedos. Foi nojento e doloroso”.

A socialite 36 anos acrescenta ainda: “com os problemas que tive na última vez, o risco de ter pré-eclâmpsia ou placenta acreta aumentou e não há muito que possa fazer para o prevenir, por isso, tendo em conta o meu parto, a minha ansiedade é muita”. A pré-eclâmpsia é um transtorno que se manifesta através do aumento da pressão arterial, inchaço das mãos e rosto e libertação de proteínas na urina, podendo ainda causar problemas de desenvolvimento do bebé.

São conhecidos os tratamentos de fertilidade que Kardashian realizou no período anterior à sua segunda gravidez. De acordo com o site TMZ, quer a primeira, quer a segunda gravidez terão sido de dificuldade elevada. Os problemas ocorridos durante o parto de North, agora descritos por Kim, danificaram tanto o tecido uterino que só após três cirurgias foi possível que Kim voltasse a engravidar.

SUBSCREVER

Subscreva a newsletter e receba semanalmente todas as noticias de forma confortável

packshot_site

APP DELAS

Aceda por telemóvel, smartphone ou tablet as notícias, informações, num ambiente atrativo e intuitivo, compatível com o seu equipamento.

Appstore Googleplay

Kate Hudson como cantora? Ouça e tire as suas con…