Subir

Leonor Beleza: “Quero mulheres no poder seja lá onde for”

Leonor Beleza

Leonor Beleza vai estar hoje, depois das 20h00, na Conversa Delas, na TSF. A presidente do Instituto Champalimaud, política e jurista, que raramente dá entrevistas, aceitou esta para falar de uma luta que lhe é cara: a pelos direitos das mulheres. Afirma-se feminista e conta como isso marcou a sua vida e a carreira, e como se cruzou com a sua vida, a política e a pessoal.

“A primeira vez que o PPD fez um comício, no fim de 1974, no Pavilhão dos Desportos, o dr. Francisco Sá Carneiro pediu-me para falar das mulheres. A primeira vez que tive uma oportunidade pública de fazer um statement político foi sobre os direitos das mulheres”, conta a mulher que ajudou, há 40 anos, a mudar o Código Civil que fez lei que estabeleceu a igualdade entre sexos.

A propósito do fenómeno Marine Le Pen, Leonor Beleza explica que as gosta de ver “as mulheres com mais poderes, seja lá onde for”. Outra coisa é se concorda com elas:

“Posso não concordar, claro. Mas confesso, por exemplo, que me arrelia muito que digam coisas contra a Margaret Thatcher, por exemplo. Como presença de mulher cheia de poder, que o exerceu, influenciou mais a convicção de que as mulheres podem exercer aquele tipo de funções do que outras coisas quaisquer.”

Uma entrevista a não perder, hoje à noite, em antena, a partir de amanhã na internet, no domingo, em versão impressa na Notícias Magazine, com o Diário de Notícias e o Jornal de Notícias.

C.C.