M.I.A. acusa a MTV de racismo e sexismo

M.I.A. não poupou nas críticas à MTV, que ignorou o seu teledisco para o tema ‘Borders’, uma canção política que aborda a crise dos refugiados, e a deixou de fora das nomeações para os Video Music Awards, cerimónia que decorre no final de agosto.

“‘Borders’ não foi incluído nos VMA. Racismo, sexismo, elitismo”, começa por atirar a cantora nascida no Sri Lanka, e também ela uma migrante. “‘Borders’ é uma representação de todas as pessoas no mundo fora dos EUA. Este é o exemplo perfeito das vozes que são “autorizadas” versus as que são excluídas”, criticou M.I.A..

A artista acrescentou ainda no seu Twitter que não está revoltada com a falta de nomeações aos VMA por uma questão pessoal: “Não quero saber do meu ego ou de prémios, mas pensem bem antes de dizerem a outros artistas que têm acesso à mesma plataforma que os grandes artistas norte-americanos. Porque não têm”, rematou.

Há precisamente um ano, também Nicki Minaj criticou a MTV por não ter incluído o teledisco do seu tema ‘Anaconda’ na categoria de Vídeo do Ano. “Nem sempre me sinto confiante. Estou cansada. As mulheres de raça negra influenciam muito mais a cultura pop, mas raramente são reconhecidas por isso”, frisou a rapper.

SUBSCREVER

Subscreva a newsletter e receba semanalmente todas as noticias de forma confortável

packshot_site

APP DELAS

Aceda por telemóvel, smartphone ou tablet as notícias, informações, num ambiente atrativo e intuitivo, compatível com o seu equipamento.

Appstore Googleplay

Sharam Diniz brilha em nova campanha de moda inter…