Patrícia Mamona abre época com 14,42 metros no triplo salto

Patrícia Mamona

Patrícia Mamona abriu a sua época ao ar livre com um quarto lugar no triplo salto do meeting de atletismo de Roma (Liga Diamante), com a marca de 14,42 metros.

Link_Skyr

A atleta portuguesa, de 28 anos, faz em Roma o seu quarto melhor salto de sempre, a 23 centímetros do seu recorde nacional, e confirma-se desde já como uma das candidatas ao pódio nos Campeonatos do Mundo deste ano.

O salto, com vento regular de 1,0 metros, só perdeu para a venezuelana Yulimar Rojas (14,84), a colombiana Catarina Ibarguen (14,78) e a cazaque Olga Rypakova (14,64).

O concurso ‘revolucionou’ o top-5 mundial do ano, justamente fechado por Mamona, atrás de Rojas (14,96), Ibarguen (14,78), Rypakova (14,64) e da cubana Liadagmis Povea (14,45).

Ibarguen, campeã do mundo e olímpica, e que na época passada apenas perdeu uma prova, para Rypakova, parece ter agora na sua ‘vice’ do Rio2016, a venezuelana Rojas, uma adversária bem à altura.

Com 14,96 há uma semana em Andujar, Espanha, e 14,84 agora, Yulimar Rojas – colega de Nélson Évora no seu grupo de treino, em Madrid – está consistente a mais de 14 metros e meio.

Quanto a Mamona, que esta época já tem a prata do europeu de pista coberta, confirma em pleno os mínimos para os Mundiais (14,10), com claras aspirações a lutar pelas medalhas.

O regresso à competição é já no sábado, nos Campeonatos de Portugal, que vão ter lugar em Vagos, Aveiro, no fim de semana.

SUBSCREVER

Subscreva a newsletter e receba semanalmente todas as noticias de forma confortável

packshot_site

APP DELAS

Aceda por telemóvel, smartphone ou tablet as notícias, informações, num ambiente atrativo e intuitivo, compatível com o seu equipamento.

Appstore Googleplay

Reino Unido elege número recorde de deputadas