Marina Ruy Barbosa: “Sonhar não custa. Sempre sonhei muito”

Com apenas 21 anos, é uma das atrizes brasileiras mais promissoras e um rosto muito requisitado para campanhas de moda. Exemplo disso é o facto de ter sido considerada pela edição brasileira da revista ‘Forbes’ uma das “25 maiores celebridades do Brasil”. Já fez onze novelas, a primeira quando tinha apenas nove anos, e soube desde sempre que queria fazer da representação a sua vida. Marina Ruy Barbosa, ou a topmodel Eliza da novela ‘Totalmente Demais’ assume ser uma mulher romântica, sonhadora e de fé. Daí que o seu lema de vida seja: “Acredita que acontece”.

Está em Portugal pela primeira vez para promover a novela ‘Totalmente Demais’, que em Portugal é exibida no canal Globo, exclusivo NOS. Qual é a primeira impressão?

Cheguei há muito pouco tempo, ainda não consegui ver muita coisa. Mas do pouco que vi estou a adorar. As pessoas são muito simpáticas, muito fofas e fazem comentários muito carinhosos. Está a ser uma delícia.

Isso significa que está a ser muito reconhecida…

Sim. É fascinante perceber que em Portugal as pessoas gostam tanto de novelas brasileiras. As pessoas reconhecem-me, falam da minha personagem, e torcem para que tudo corra bem com ela. Tenho passado grande parte do tempo a trabalhar, mas espero ter algum tempo para visitar Lisboa com mais calma.

Nesta novela dá vida a Eliza, uma menina que foge de casa e passa a viver nas ruas a vender flores, até que torna-se topmodel. Como é que se preparou para esta protagonista?

Todo o elenco fez a preparação com um cineasta argentino, que viajou até ao Brasil para construir o elenco desta novela. Também trabalhei com uma psicóloga que traça o perfil da personagem. Ela ajudou-me a criar memórias para a personagem, perceber a relação dela com as outras personagens, o que motiva as suas atitudes. Isso dá-me mais base para interpretar e consigo criar outras coisas que estão além do texto.

O que é que teve de modificar na sua personalidade para interpretar esta personagem?

Ao início tive de tirar toda a minha delicadeza porque Eliza era muito bruta, por ter sido assediada no passado pelo padrasto, então estava sempre na defensiva. Discutia muito. Tive de usar o leãozinho que tenho dentro de mim (risos).

marina-ruy-barbosa
Marina Ruy Barbosa em ‘Totalmente Demais’

No Brasil a novela foi um verdadeiro fenómeno de audiências, tendo batido recordes. Qual foi a receita para tamanho sucesso?

É uma novela que é um conto de fadas moderno. Fala de superação, de acreditarmos e corrermos atrás dos nossos sonhos. Foi uma novela muito boa de fazer, também por isso. Tem um elenco jovem, mas também tem atores experientes e queridos do público como Fábio Assunção, Juliana Paes ou Glória Menezes. Isso fez com que além do público jovem, a novela conquistasse uma audiência mais velha.

Começou a sua carreira muito jovem e agora, aos 21 anos, acaba de fazer a sua primeira protagonista. É o reconhecimento do seu talento?

Fiquei muito feliz com um convite. Comecei muito jovem, com nove anos, e quando começam a dar-nos a oportunidade de fazer papéis mais maduros e de maior responsabilidade é muito bom, é o que todo o ator quer. Fico muito feliz de ter tido a oportunidade de mostrar o meu trabalho, a minha dedicação.

a carregar vídeo

Como é que as jovens brasileiras reagiram à sua personagem, tendo em conta que a Eliza é um exemplo de superação?

Acho que foi uma motivação para as meninas, porque a Eliza era uma jovem do interior que conseguiu vencer na vida. Tornou-se uma modelo de sucesso, com dignidade e fiel aos seus princípios. E acho que isso inspirou as meninas da idade da Eliza a acreditarem no que elas querem.

E a Marina sente que é uma inspiração para as jovens?

Acho que o facto de trabalhar na televisão, de ter tanta exposição, faz com que as jovens prestem atenção em mim. Sinto um grande carinho e nas redes sociais tento conversar sempre com elas. Estou atenta ao que dizem sobre o meu trabalho.

Por falar em redes sociais, no Instagram tem 13,5 milhões de seguidores. Como é que faz essa gestão?

Já houve pessoas que me perguntaram se era eu que fazia as publicações na minha página. Sou eu, sim. Sou uma menina normal, de 21 anos, que está a aprender muita coisa, que vai errar, acertar. Não me cobro de fazer o que não está ao meu alcance. Eu mostro o meu dia-a-dia, o meu trabalho, os bastidores. Quando viajo também mostro outras culturas. É muito bom haver esta troca.

Uma foto publicada por Marina Ruy Barbosa (@marinaruybarbosa) a

É uma ferramenta para estabelecer uma ligação com os fãs e divulgar o seu trabalho…

Sem dúvida. E o feedback é muito rápido. Estou a ver uma cena minha na televisão, ao mesmo tempo tenho o telemóvel na mão e leio o que as pessoas estão a achar daquela cena. Às vezes até comentava com os diretores. ‘Estão a dizer que a Eliza está muito bruta. Será este o caminho certo?’. É uma forma de medir o que o público está a achar.

E lida bem com a crítica?

Sim, é normal. Toda a gente tem opinião, não existe unanimidade. Quando uma crítica é genuína e livre de julgamentos, é válida.

Como é a sua relação com a fama? Lida bem com ela?

A fama é uma consequência. Como faço muita televisão acabo por ficar mais exposta. Encaro isso como carinho. Que bom que estou a ser reconhecida, que bom que as pessoas querem tirar uma fotografia. É isso que queremos, fazer um trabalho que as pessoas gostem.

Considera-se uma it girl?

Eu gosto de moda. Gosto de saber quais são as tendências, é um universo que me atrai muito. Mas não sei se sou uma it girl (risos).

Costuma dizer-se que não há bela sem senão. No seu caso, qual é o segredo da sua beleza e boa forma física?

Não faço dieta. Já comi um pastel de nata e um crepe de chocolate aqui em Lisboa. Mas procuro compensar com desporto. Gosto muito de luta, faço kickboxing, muay thai. Esse tipo de atividades que são divertidas e que queimam muitas calorias.

O cabelo é uma das suas características físicas mais elogiadas. Entretanto teve de fazer um corte para a nova personagem que vai interpretar na série da Globo ‘Justiça’. Mudar o visual é importante para despir uma personagem e vestir outra?

Mudar é sempre bom e no caso da Isabela acho que fez diferença. É uma personagem livre, solta e um cabelo mais curto ficou mais interessante para a personagem.

E aproveitou também para fazer um ato solidário, ao ter doado o cabelo que cortou para uma instituição que ajuda crianças com cancro…

Eu costumo visitar algumas instituições que apoiam crianças com cancro e o meu cabeleireiro propõe sempre isso às suas clientes, para doarem o cabelo para um lugar onde fazem perucas para crianças com cancro. Quando cortei o cabelo para a novela ‘Império’ também doei para esta mesma instituição, e desta vez não foi diferente.

Saber que o seu cabelo vai ser usado para uma causa tão nobre torna o processo mais fácil?

Qualquer ajuda é bem-vinda. Tudo o que fazemos com carinho, com amor e com uma boa intenção é válido.

Tendo começado uma carreira tão nova, com apenas nove anos, conseguiu ter sempre os pés bem assentes na terra?

Sempre tive a minha família por perto. Eles sempre me deram apoio e ajudaram-me naquilo que precisava. Sempre tive noção que a minha carreira é como qualquer outra. A única diferença é que estou mais exposta. Tem altos, baixos, não é uma coisa constante. Sempre aproveitei os momentos bons, vivi-os com intensidade e alegria, mas com a noção de que eram momentos e que as coisas se transformam.

marinaruybarbosa_ana_comecardenovo_02
Na novela ‘Começar de Novo’, um dos seus primeiros trabalhos na TV

Sente que amadureceu mais cedo por ter começado a trabalhar quando ainda era criança?

Um pouco. Comecei a ter mais responsabilidades, a ter de cumprir horários. Apesar de ser muito nova eu tinha a noção de que era um trabalho e que era algo que eu tinha de levar a sério. E como eu queria mesmo ser atriz sabia que cada momento era uma oportunidade. Foi bom para mim porque hoje tenho uma maior consciência daquilo que eu quero.

Moda, representação, publicidade. Considera-se uma workaholic?

Sim. Eu não consigo parar de trabalhar. Mas agora estou a ficar mais calma. Depois da série’ Justiça’ acho que vou tirar uns seis meses para estudar.

Foi eleita uma das “25 Maiores Celebridades do Brasil em 2015”, de acordo com a edição brasileira da revista ‘Forbes’. Foi um motivo de orgulho?

Fiquei contente porque a ‘Forbes’ é uma revista muito respeitada, que tem em conta vários critérios. Eles pesquisam e analisam várias coisas. É uma responsabilidade.

Sonhava chegar a este patamar com apenas 21 anos?

Sonhar não custa nada. Sempre sonhei muito, mas fico feliz quando olho para trás e vejo a quantidade de sonhos que já realizei. Sinto-me privilegiada e grata a tudo o que aconteceu.

Mas também é fruto de trabalho e dedicação?

Claro. Não vale a pena ter as oportunidades se não estivermos prontos. Já fiz onze novelas, tenho feito conquistas, tenho mostrado o meu trabalho. Tem sido um processo.

Antes de chegar a Portugal viajou até à Tailândia e ao Catar. O que mais a encantou?

A energia, a cultura, a simpatia e a fé das pessoas. Foi muito interessante porque tive a oportunidade de visitar vários templos. Sou católica, mas sou sobretudo uma mulher de fé.

No seu Instagram publicou fotografias ao lado de um tigre e de um elefante. Foi revigorante ter esse contacto com a natureza?

Foi incrível. A viagem foi muito relaxante porque eu estive a gravar ‘Totalmente Demais’ durante um ano e colei com a série ‘Justiça’. Então foi bom ter tirado esses 20 dias para descansar.

Uma foto publicada por Marina Ruy Barbosa (@marinaruybarbosa) a

E pelo meio até houve um pedido de noivado, feito pelo seu namorado, Xandinho Negrão…

Foi um momento especial e que quero que seja único. A viagem por si já era especial, mas com a pessoa que amamos e celebrando o amor, ainda mais.

Tem algum lema de vida?

Acredita que acontece. Temos de acreditar nos sonhos, naquilo que queremos, ter pensamentos positivos e força de vontade. É assim que tenho regido a minha vida. E tem dado certo.

SUBSCREVER

Subscreva a newsletter e receba semanalmente todas as noticias de forma confortável

packshot_site

APP DELAS

Aceda por telemóvel, smartphone ou tablet as notícias, informações, num ambiente atrativo e intuitivo, compatível com o seu equipamento.

Appstore Googleplay

Clarice Falcão: “Eu faço músicas muito si…