Merly Streep grita vitória pelas mulheres. Clinton fez história

A atriz norte-americana recordou a luta pela igualdade de género e celebrou as conquistas das mulheres com o apelo ao voto em Hillary Clinton.

Independentemente do resultado eleitoral em novembro de 2016, o Partido Democrata americano já deixou a sua marca na história ao eleger a primeira mulher candidata à Presidência dos Estados Unidos da América (EUA). Um feito que serve de alavanca para o grito de vitória que Merly Streep soltou no inicio do seu discurso de apelo ao voto em Hillary Clinton. “Ela será a primeira, mas não será a última”, exclamou.

À semelhança de outras celebridades que discursaram na convenção democrata, a decorrer em Filadelfia (EUA), a atriz norte-americana transcendeu a fronteira de apelo ao voto em Clinton e carregou as suas palavras de simbolismo histórico. Uma vitória para as mulheres. Mais um passo na conquista da igualdade de género.

Hillary Clinton é a primeira mulher candidata à Presidência dos Estados Unidos. / Fotografia: Michael Reynolds (EPA)
Hillary Clinton é a primeira mulher candidata à Presidência dos Estados Unidos. / Fotografia: Michael Reynolds (EPA)

Merly Streep agarrou nas “primeiras mulheres” a conseguir alcançar um determinado feito, recuou na história e resgatou o nome de Deborah Sampson, “a primeira mulher a levar com uma bala em defesa do nosso país”. Sampson disfarçou-se de homem, juntou-se ao exército continental de George Washington e defendeu durante 17 meses o seu país na Guerra da Independência dos Estados Unidos.

Streep prosseguiu com referência a mais de uma dezena de “primeiras mulheres a” e rematou a enumeração com a história presente – Hillary Clinton.

A transbordar de orgulho feminino, dirigiu-se para os democratas e ditou: “Esta noite, 200 anos depois da luta de Deborah e quase cem anos depois da conquista do direito ao voto feminino, vocês fizeram história”, ao elegerem Hillary Clinton como a primeira mulher candidata assumir o comando da Casa Branca.

“Vocês vão fazer história novamente em novembro, porque a Hillary será a nossa primeira mulher presidente”, afirmou Merly Streep.

O discurso da atriz norte-americana, de 67 anos, reforça a onda de estrelas de Hollywood que desaguaram na convenção democrata para manifestar o seu apoio a Clinton. Entre os nomes mais sonantes, passaram pelo palco as cantoras Alicia Keys e Demi Lovato, o cantor e compositor Paul Simon, as atrizes Eva Longoria, Lena Dunham e America Ferrera e o ator Tony Goldway.

Recorde-se que o resultado das eleições norte-americanas será conhecido a 8 de novembro e opõe Hillary Clinton, do Partido Democrata, a Donald Trump, eleito pelo Partido Republicano.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

SUBSCREVER

Subscreva a newsletter e receba semanalmente todas as noticias de forma confortável

packshot_site

APP DELAS

Aceda por telemóvel, smartphone ou tablet as notícias, informações, num ambiente atrativo e intuitivo, compatível com o seu equipamento.

Appstore Googleplay

Jornalista espanhola faz denúncia contra líder d…