Meryl Streep vai receber prémio de carreira nos Globos de Ouro

FILE PHOTO --  Cast member Meryl Streep poses at the premiere of "Suffragette" in Beverly Hills, California, October 20, 2015. The movie opens in the U.S. on October 23. REUTERS/Mario Anzuoni/File Photo - RTX2RR6V

É, provavelmente, a mais talentosa atriz da sua geração e, prova disso, são os seus três Óscares e as dezanove nomeações para os prémios da Academia, um recorde que alcançou em 2012, quando venceu a distinção pelo seu papel no filme ‘A Dama de Ferro’.

Em janeiro próximo, na 74ª edição dos Globos de Ouro, Meryl Streep vai juntar mais uma distinção ao seu já extenso palmarés de galardões. A Associação de Imprensa Estrangeira de Hollywood anunciou na última semana que a atriz de 67 anos vai ser distinguida, na 74ª edição dos galardões de cinema e televisão, com o prémio Cecil B. DeMille.

Este Globo de Ouro, atribuído a profissionais que se distinguem pelo seu “excecional contributo para o mundo do entretenimento” foi este ano para Denzel Washington. George Clooney, Jodie Foster, Barbra Streisand, Elizabeth Taylor e Al Pacino são outros dos nomes que, desde 1952, já receberam o prémio Cecil B. DeMille.

Meryl Streep detém atualmente o recorde de prémios e nomeações para os Globos de Ouro: recebeu 27 indicações, tendo vencido sete estatuetas: ganhou o prémio de Melhor Atriz Secundária pelos filmes ‘Kramer contra Kramer’ (1979) e ‘Adaptação’ (2002) e venceu na categoria de Melhor Atriz principais pelas seguintes longas-metragens: ‘A Mulher do Tenente Francês’ (1981), ‘A Escolha de Sofia’ (1982), ‘O Diabo Veste Prada’ (2006), ‘Julie e Julia’ (2009) e ‘A Dama de Ferro’ (2011).

 

 

SUBSCREVER

Subscreva a newsletter e receba semanalmente todas as noticias de forma confortável

packshot_site

APP DELAS

Aceda por telemóvel, smartphone ou tablet as notícias, informações, num ambiente atrativo e intuitivo, compatível com o seu equipamento.

Appstore Googleplay

Irão e Portugal encontram-se na ‘lua’