Morreu Margarida Sousa Uva, mulher de Durão Barroso

Margarida Sousa Uva, mulher do antigo presidente da Comissão Europeia José Manuel Durão Barroso, morreu esta quinta-feira vítima de doença oncológica, disse à Lusa fonte próxima da família.

A fonte adiantou que Margarida de Sousa Uva, de 60 anos, lutava contra um cancro desde 2014 e morreu em casa. José Manuel Durão Barroso era casado com Margarida Sousa Uva desde 1980 e têm três filhos.

A história de amor de Margarida Sousa Uva e Durão Barroso
Durão Barroso conheceu Margarida de Sousa Uva em 1975, na cantina da cidade universitária. Tinham ambos 19 anos – ela era seis meses mais velha. Na altura, Durão estudava na Faculdade de Direito e Margarida na Faculdade de Letras, uma em frente à outra. Começaram a namorar nesse ano, quando o antigo presidente da Comissão Europeia foi eleito presidente da Associação de Estudantes de Direito, quando este militava pelo PCTP/MRPP.

Casaram-se em setembro de 1980, na Sé de Lisboa. Durão Barroso, que estava em Genebra, na Suíça, a diplomar-se em Estudos Europeus e a fazer um Mestrado em Ciência Política, veio de propósito a Portugal para a cerimónia.

Três anos depois nasceu Luís de Sousa Uva Durão Barroso, o primeiro dos três filhos do casal. Seguiram-se Guilherme e Francisco.

Em março de 2002, no penúltimo dia da campanha de Durão para as eleições legislativas, Margarida de Sousa Uva subiu ao palco para apresentar algumas razões para se votar no homem que na altura liderava o PSD.

“Vocês vão todos ouvir o que eu vou dizer mas eu vou falar para o meu marido e portanto, Zé Manel, se não te importas vira-te para mim. Tu és um grande pai de família. Eu acredito que o sonho é verdadeiramente sonho quando é grande e é por essa tua imensa capacidade de sonhar e de sonhar com um Portugal próspero, mais justo e mais respeitado pelos nossos parceiros europeus, que eu também vou votar em ti no dia 17 de março”, afirmou Margarida de Sousa Uva.

Para fechar o discurso, comparou Durão Barroso a um cherne e leu o poema ‘Sigamos o cherne’, de Alexandre O’Neil, que conta a história de um peixe que segue um sonho.

No final, o Durão Barroso subiu ao palco do pavilhão gimnodesportivo de Tondela para abraçar a mulher. “Confesso que isto de me compararem com um peixe só podia vir da minha mulher”, disse. Depois acabou por também recitar um poema: “Mulher, dizem que é feio pecar/ mas só não pecam os santos/ para mim, pecado/ é fechar os olhos aos teus encantos.”

Em agosto de 2013, Guilherme Barroso, filho do meio de Margarida de Sousa Uva e Durão Barroso, casou-se com Luísa Salazar de Sousa na Ermida de Nossa Senhora do Castelo, em Aljustrel. Antes de a cerimónia começar, a mãe do noivo mostrou-se visivelmente ansiosa mas no final, mais serena, conseguiu trocar sorrisos e cumprimentar todos os que a abordavam. Com o neto Manuel Maria, filho dos noivos, tinha uma relação muito próxima e cúmplice.

O cancro que acabou por matar Margarida de Sousa Uva foi diagnosticado em 2014. Em maio do ano passado a mulher de Durão Barroso começou a mostrar melhoras, com o cabelo a crescer depois de terminar os tratamentos de quimioterapia. Durante a luta contra a doença deixou sempre claro que nunca tinha perdido a esperança e destacou a importância do apoio da família.

Margarida de Sousa Uva era também vice-presidente da Associação Portuguesa de Crianças Desaparecidas.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

SUBSCREVER

Subscreva a newsletter e receba semanalmente todas as noticias de forma confortável

packshot_site

APP DELAS

Aceda por telemóvel, smartphone ou tablet as notícias, informações, num ambiente atrativo e intuitivo, compatível com o seu equipamento.

Appstore Googleplay

Egito: canal público suspende apresentadoras por …