Mulher do vídeo de Trump reage a polémica no Twitter

arianne-zucker

Donald Trump já é conhecido por chocar com os discursos e atitudes que tem, mas este fim de semana o choque estendeu-se aos membros do seu partido e à própria mulher, Melania Trump. O motivo foi um vídeo de 2005, divulgado este fim de semana pelo The Washington Post. O candidato republicano aparece a gabar-se e faz um discurso sexista em relação às mulheres, utilizando a expressão “grab them by the pussy” (“agarrá-las pela r…”, em português). Arianne Zucker, a mulher visada no vídeo, decidiu reagir no Twitter em noite de debate eleitoral entre Trump e Clinton.

“O meu nome é Arianne Zucker e sou uma mãe forte, independente e trabalhadora, uma mulher de negócios e companheira de um grande homem. Aprendi que as palavras dos outros não podem afetar o valor da minha pessoa ou definir o conteúdo do meu caráter. Devemos tratar-nos uns aos outros com bondade, dignidade e respeito, seja em privado, conversa de balneário ou cara a cara. Infelizmente há muita gente no poder que abusa da sua posição”, escreveu Arianne Zucker no Twitter.


Leia também o artigo: Hillary vs Trump: ela vai à frente mas não muito


No polémico vídeo, o candidato à presidência dos EUA aparece numa conversa com Billy Bush, primo de George W. Bush, e sublinha que, por ser uma “estrela”, pode fazer o que quiser, ou seja, até faltar ao respeito às mulheres.

Os restantes membros do partido republicano não pouparam nas críticas a Donald Trump, bem como a sua própria mulher. Sob pressão, o candidato pediu desculpa pelas palavras que proferiu no antigo vídeo (que pode ver abaixo).

SUBSCREVER

Subscreva a newsletter e receba semanalmente todas as noticias de forma confortável

packshot_site

APP DELAS

Aceda por telemóvel, smartphone ou tablet as notícias, informações, num ambiente atrativo e intuitivo, compatível com o seu equipamento.

Appstore Googleplay

Hillary vs Trump: ela vai à frente mas não muito…