Nuno Gama apresentou ‘Heterónimos’ no Casino do Estoril

Celebrar 50 anos com a apresentação da 50ª coleção foi o que aconteceu ontem à noite, no Casino do Estoril, num jantar em benefício da Cruz Vermelha, onde os cerca de 350 convidados ficaram a conhecer as propostas para este outono-inverno do estilista que se inspirou no estilo masculino da primeira metade do século passado

A paixão por Portugal e pelo que é português voltou a estar patente no mais recente trabalho de Nuno Gama, que inspirado na obra do escritor e poeta Fernando Pessoa, chamou à sua 50ª coleção de ‘Heterónimos’. Pouco passava da meia-noite quando, após o jantar e leilão de solidariedade para a Cruz Vermelha, 50 manequins surgiram no topo das escadas do Salão Preto e Prata do Casino do Estoril, dando a conhecer as propostas da linha de alfaiataria do estilista, onde a preocupação construtiva de cada peça esteve bem patente, realçada pela qualidade dos tecidos escolhidos para fazer os fatos, casacos e blusões.

“Senti vontade de regressar ao passado recorrendo à arte da alfaiataria. O homem voltou a ter gosto em estar elegante, em preocupar-se com os detalhes, em mostrar que gosta de cuidar da sua imagem e de ter atitude. Homenagear um dos mais importantes poetas deste país é também homenagear uma época ou um tempo em que o lado romântico do homem se expressava pela forma de vestir, de andar, de socializar”, explica Nuno Gama.

A noite esteve dividida em diferentes momentos: ‘cocktail’, jantar, leilão, desfile e baile. Os convidados foram recebidos na varanda virada para os jardins do Casino do Estoril, que dá acesso ao Salão Preto e Prata, cerca das 19.30, com um ‘cocktail’ de boas vindas. Mais tarde, foi servido o jantar de degustação, pago pelos convidados. Confecionado pelos ‘chefs’: Tiago Bonito, Nuno Barros e Diogo Lopes.

Entre cada prato, houve tempo para o leilão de três peças de Nuno Gama: um retrato de Luís de Camões by Nuno Gama; uma fotografia do desfile no Terreiro do Paço, coleção FW 2014-15 apresentada na Moda Lisboa de Março de 2013, da autoria de Carlos Teixeira; e uma jóia criador português desenhou para uma campanha de luta contra o vírus HIV, uma peça em ouro branco, com um diamante, que simboliza “a força da vida perante o confronto e a coragem de ultrapassar dificuldades”.

O valor quer do jantar quer do leilão reverteu integralmente a favor da Cruz Vermelha. O esperado desfile da coleção ‘Heterónimos’ FW 2016-17 aconteceu por volta da meia-noite e meia. E para terminar a noite, a Orquestra de Jazz Hot Club de Portugal subiu ao palco do salão e tocou durante cerca de uma hora até chegar a vez do DJ Ari Girão animar os convidados que continuaram a celebrar os 50 anos de vida de Nuno Gama, 30 anos de carreira e 25 anos de Moda Lisboa.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

SUBSCREVER

Subscreva a newsletter e receba semanalmente todas as noticias de forma confortável

packshot_site

APP DELAS

Aceda por telemóvel, smartphone ou tablet as notícias, informações, num ambiente atrativo e intuitivo, compatível com o seu equipamento.

Appstore Googleplay

12 lições de estilo que aprendemos na rua