O que acontece se não consumir açúcar duas semanas?

Alison Barsalona, colaboradora do site Women’s Running, adora alimentos ricos em açúcar. Tanto que chocolates, bolos e biscoitos estão praticamente todos os dias presentes na sua alimentação, seja ao pequeno-almoço ou como sobremesa. Mãe de uma criança e já com outro bebé a caminho, resolveu dar o exemplo lá em casa e deixar de consumir açúcar durante duas semanas para ver como o corpo reagia. Nesse período de tempo, o único açúcar que entrou no seu organismo foi derivado de alimentos saudáveis como a fruta.

“Desistir da minha dose diária de sobremesa não foi fácil, mas fi-lo e estou aqui para partilhar as minhas descobertas. Acabei por me sentir menos lenta e mais energética durante os exercícios físicos. Graças a um par de semanas focada no sabor dos alimentos naturalmente doces, como a fruta, o meu paladar tornou-se mais sensível ao açúcar verdadeiro. E o meu efeito preferido foi o sentimento de orgulho e realização. Desistir da sobremesa foi realmente difícil para mim, mas saber que tinha força de vontade para fazê-lo foi extremamente gratificante”, escreveu Alison Barsalona no site Women’s Running.


Leia também o artigo: Como emagrecer sem dispensar alimentos calóricos


Antes de fazer esta experiência, Alison Barsalona pesquisou na Internet casos de outras pessoas que tinham feito o mesmo. Serviram-lhe de inspiração. Contudo, a jornalista considera que a maioria só destacava os pontos positivos e não partilhava as dificuldades. Perante isto decidiu ser ela a partilhar os pontos negativos da sua experiência para preparar as próximas pessoas para os obstáculos que vão ter pela frente.

Veja, na galeria de imagens acima, os conselhos que a colaboradora do site Women’s Running deixou a quem quer viver sem açúcar durante duas semanas.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

SUBSCREVER

Subscreva a newsletter e receba semanalmente todas as noticias de forma confortável

packshot_site

APP DELAS

Aceda por telemóvel, smartphone ou tablet as notícias, informações, num ambiente atrativo e intuitivo, compatível com o seu equipamento.

Appstore Googleplay

Infeções urinárias: como fugir delas, sobretudo…