Saiba o que dá satisfação sexual nas relações longas

O que dá satisfação sexual nas relações longas

Há casais que mantêm há décadas uma vida sexual intensa. Se acha surpreendente, saiba como conseguem: comunicam bastante – é isso que fazem os casais com maior satisfação sexual, revela um dos estudos mais exaustivos até hoje sobre este tema, publicado este mês na revista científica ‘Journal of Sex Research’. Mas há mais: os investigadores citam ainda a importância dos preliminares para aumentar a disposição, praticar variedade sexual e sexo oral, e ter sexo e orgasmos com frequência.

E como se não bastasse, tanto os homens como as mulheres que participaram neste estudo que disseram sentir-se bem com a sua vida sexual estavam também mais felizes no seu relacionamento.

79% dos homens e 81% das mulheres satisfeitos têm relações sexuais uma ou mais vezes por semana. E só 17% dos homens e 23% das mulheres insatisfeitos é que o fazem com tanta frequência.

Para este estudo, os investigadores de quatro universidades norte-americanas recolheram respostas de quase 39 mil homens e mulheres – eles com uma média de idades de 46 anos e elas com 40 – a viver relações heterossexuais há mais de três anos. Foi-lhes pedido que classificassem a sua satisfação sexual atual numa escala de um a sete, e que fizessem o mesmo relativo aos primeiros seis meses da relação. A esmagadora maioria (83%) confessou que se sentiu satisfeito com a sua vida sexual nos primeiros seis meses da relação. Mas só perto de metade (43% dos homens e 55% das mulheres) disseram continuar satisfeitos. Os restantes disseram que o seu sentimento era “neutro” (16% dos homens e 18% das mulheres) ou estavam insatisfeitos (41% dos homens e 27% das mulheres).


Mais sobre o mesmo tema:

20 sítios em casa para fazer sexo e nenhum é a cama

Qual o número ideal de parceiros sexuais?


Por norma, as pessoas que relataram estar satisfeitas com a sua vida sexual tinham relações sexuais com o parceiro de forma muito mais frequente do que as insatisfeitas. Ou seja, 79% dos homens e 81% das mulheres praticavam sexo uma ou mais vezes por semana. E só 17% dos homens e 23% das mulheres que disseram estar insatisfeitos é que tinham relações sexuais com tanta frequência assim.

Para os homens, os indicadores de satisfação são, por ordem, a disposição no momento, a variedade sexual e a comunicação. Para as mulheres, são a frequência dos orgasmos, a disposição do momento e a comunicação.

Acontece que os investigadores não sabem responder à pergunta: o que vem primeiro, a satisfação sexual ou a frequência das relações sexuais. “Os casais que se sentem mais satisfeitos têm tendência a ter relações sexuais com maior frequência, o que lhes dá também maior satisfação e leva-os a praticar sexo com mais frequência”, explica David Frederick, professor assistente na Universidade de Chapman e autor principal do estudo, citado pelo ‘The Wall Street Journal’.

Este estudo mostra ainda grandes diferenças de género. Para os homens, os principais indicadores de satisfação, por ordem, são disposição no momento, a variedade sexual e a comunicação. Para as mulheres, a satisfação depende da frequência dos orgasmos, a disposição do momento e a comunicação.

Cinco principais tipos de comunicação
E como a comunicação é muito importante, os investigadores revelaram cinco tipos mais comuns. Quanto mais estratégias de comunicação os casais utilizam, maior é a sua satisfação – é assim que funciona. Por ordem de importância, tanto os homens como as mulheres mais satisfeitos dizem que elogiam o parceiro por alguma coisa que fizeram na cama; recebem um pedido do parceiro para fazer alguma coisa que queiram; pedem alguma coisa que queiram ao parceiro; falam ao telefone ou por email, durante o dia, com o parceiro, para apimentar qualquer coisa que queiram; pedem para saber como correu qualquer coisa.

O que influencia a disposição no momento
Sobre a disposição no momento, os investigadores também classificaram cinco tipos de acordo com as respostas tanto dos homens como das mulheres mais satisfeitos. O mais importante é dizer “Amo-te” – 75% dos homens e 74% das mulheres dizem que eles ou o parceiro disseram “Amo-te” durante o último encontro sexual, face aos 49% de homens e 44% de mulheres insatisfeitos. Outras formas de aumentar a disposição no momento, é que partilham “conversas sexy”; riem sobre alguma coisa engraçada que aconteceu durante o sexo; acendem velas ou baixam a intensidade das luzes; e usam música de fundo.

Os melhores atos sexuais
Outro ranking, é o dos atos sexuais que levam a uma maior satisfação sexual. Para ambos, o melhor é experimentar posições sexuais novas. A partir daqui, a lista de preferências de homens e mulheres divide-se. Elas preferem, por ordem, tomar um duche ou banho com o parceiro; receber ou fazer uma massagem; usar lingerie sexy; e falar sobre sexo ou pôr em prática as suas fantasias. Eles têm uma ordem de preferências diferente, gostam de ver uma lingerie sexy; tomar duche ou banho com a parceira; falar sobre sexo ou dar asas às fantasias; e receber ou fazer uma massagem.

SUBSCREVER

Subscreva a newsletter e receba semanalmente todas as noticias de forma confortável

packshot_site

APP DELAS

Aceda por telemóvel, smartphone ou tablet as notícias, informações, num ambiente atrativo e intuitivo, compatível com o seu equipamento.

Appstore Googleplay

Mãe, o meu namorado pode dormir cá em casa?