O que nunca deve fazer nas redes sociais durante o Carnaval

“O Carnaval passa, mas a sua imagem fica.” É com esta mensagem que Marc Tawil, sócio-diretor na empresa brasileira Tawil Comunicação, começa uma lista divulgada no LinkedIn de 10 conselhos de comportamentos que todos devem evitar nas redes sociais durante o Carnaval para não correr o risco de destruir a carreira profissional.

Uma simples fotografia, comentário ou brincadeira de mau gosto podem trazer-lhe problemas profissionais bastante graves, tirando-lhe toda a credibilidade. Em poucos segundos, tudo isto se pode espalhar por milhares de páginas no Facebook, contactos no WhatsApp ou a caixas de email, acabando por chegar aos seus colegas e, pior do que isso, aos chefes.

“Na era da conectividade total, preocupar-se com a imagem que irá passar nas redes sociais durante o Carnaval é tão importante quanto beber água, passar o protetor solar e não conduzir alcoolizado”, escreveu Marc Tawil.


Os mais lidos:
Meryl Streep recusa usar vestido da Chanel
A violação que acabou uma carreira e uma refeição como pedido de desculpa
Noiva perde 50 quilos em apenas um ano


Veja, na galeria de imagens acima, os conselhos deixados pelo sócio-diretor na empresa Tawil Comunicação na rede social profissional LinkedIn. Alguns deles devem ser tidos em conta durante todo o ano e não só no Carnaval.

Se antes de ler este artigo já tiver cometido algum destes erros, ainda vai a tempo de diminuir o impacto das consequências. O melhor é assumir o erro e preparar uma explicação curta e honesta.

“Explique a situação e acalme os ânimos. Quando, e se for possível, peça desculpa pessoalmente aos envolvidos”, acrescentou o sócio-diretor na empresa Tawil Comunicação.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

SUBSCREVER

Subscreva a newsletter e receba semanalmente todas as noticias de forma confortável

packshot_site

APP DELAS

Aceda por telemóvel, smartphone ou tablet as notícias, informações, num ambiente atrativo e intuitivo, compatível com o seu equipamento.

Appstore Googleplay

“Olá! Eu sou a Sandra Correia e tenho 45 an…