Subir

Olhe para o céu: nas próximas noites há chuva de estrelas

Olhe para o céu: nas próximas noites há chuva de estrelas

O fenómeno repete-se todos os anos em agosto, mas vale sempre a pena ver a chuva de estrelas cadentes – visível noite e durante o fim de semana. Segundo o Observatório Astronómico de Lisboa (OAL), “devem ser observados cerca de 110 meteoros/hora, mas isso requer um céu escuro”.

A observação nas cidade é limitada. Como explicam os especialista do OAL, esta dificuldade deve-se “à falta de um vasto horizonte” – na maioria das vezes, os prédios cortam a paisagem –, “do céu ser mais brilhante do que a maior parte dos rastos luminosos deixados” pelos meteoros. Além disso, a Lua está numa fase em que já deixa alguma luz no céu noturno.

O OAL vai fazer uma noite de observação da chuva de estrelas, este sábado, no Centro Ciência Viva do Lousal, perto de Grândola. Em lugares como este vão estar reunidas as condições para observar o fenómeno, que acontece sempre que a Terra atravessa uma região do espaço cheia de poeiras deixadas pela passagem do cometa Swift-Tuttle.

B.C.M.