O que pensa Barack Obama dos pretendentes das filhas?

U.S. President Barack Obama (L) walks with First lady Michelle Obama (2nd R) and their daugthers Malia and Sasha on the South Lawn of the White House upon their return to Washington following a two-week vacation on Martha's Vineyard in Massachusetts August 23, 2015. REUTERS/Yuri Gripas - RTX1PCVR

Com muito humor e bastante tranquilidade. O ainda presidente dos Estados Unidos falou, durante uma entrevista a uma estação de rádio da Carolina do Norte, o que pensa – e como lida – da vida amorosa de Malia, de 18 anos, e Sasha, de 15. E há duas razões que o deixam “completamente relaxado” no que toca a esse assunto: a mulher, Michelle Obama, e os serviços secretos norte-americanos.

“A Michelle é um grande exemplo de como [uma mulher] se impõe, de autoestima, de não dependência de rapazes para validarem como está a sua aparência e esse género de coisas, de não deixar que a julguem por algo que não seja o seu caráter e a sua inteligência”, explicou Barack Obama, acrescentando que acredita ser, ele próprio, um exemplo de como um homem deve agir perante uma mulher.

O presidente brincou dizendo que a ajuda dos serviços secretos na proteção de Malia e Sasha – que já chegaram a faltar a compromissos familiares para poderem namorar – são essenciais também neste campo e que os pretendentes das jovens (alguns já foram à Casa Branca, contou Obama) sabem bem no que se “estão a meter”. “Eles fazem uma ideia. Eu explico-lhes”, riu-se.

SUBSCREVER

Subscreva a newsletter e receba semanalmente todas as noticias de forma confortável

packshot_site

APP DELAS

Aceda por telemóvel, smartphone ou tablet as notícias, informações, num ambiente atrativo e intuitivo, compatível com o seu equipamento.

Appstore Googleplay

A história das eleições norte-americanas em men…