‘Perdidos’: o filme português que vale a pena ir ver ao cinema

Perdidos

Um grupo de amigos vai passar um fim de semana num veleiro em alto mar, na Madeira. Quando já estão longe da costa, onde quase não apanham rede nos telemóveis, decidem dar um mergulho. Todos ao mesmo tempo. Esquecem-se de baixar as escadas que lhes permitiriam regressar ao barco e a única pessoa que fica a bordo é um bebé de poucos meses. Como é que se vão desenrascar desta embrulhada? Será que algum deles vai sobreviver? As respostas a estas perguntas são dadas no filme Perdidos, de Leonel Vieira.

Link_beleza

É provável que a história não lhe seja estranha. Este filme português, filmado em Porto Santo, na Madeira, e protagonizado por Dânia Neto, Diogo Amaral, Dalila Carmo, Afonso Pimentel, Lourenço Ortigão e Catarina Gouveia é um remake do filme alemão Pânico em Alto Mar, de 2006. Na antestreia no Cinema São Jorge, o realizador português justificou a compra do argumento de um filme internacional para dar vida ao primeiro thriller português com o facto de não ter conseguido encontrar ninguém em território nacional, nos últimos anos, capaz de lhe escrever um filme do género.

Se ainda não viu o filme original, vale a pena ir ver Perdidos ao cinema. O suspense vai fazer com que dê algumas voltas na cadeira desde o momento em que o grupo de amigos salta do barco até ao final do filme. Caso já conheça a história de Pânico em Alto Mar, provavelmente não vai achar tanta piada à produção portuguesa apesar de Leonel Vieira considerar que fez “uma versão melhor do que o original”.

Veja o trailer do filme:

a carregar vídeo

SUBSCREVER

Subscreva a newsletter e receba semanalmente todas as noticias de forma confortável

packshot_site

APP DELAS

Aceda por telemóvel, smartphone ou tablet as notícias, informações, num ambiente atrativo e intuitivo, compatível com o seu equipamento.

Appstore Googleplay

Programas mesmo confortáveis para fazer sozinha