Portuguesa descobre uma causa de infertilidade feminina

shutterstock_128187794

Mónica Bettencourt Dias, do Instituto Gulbenkian para a Ciência, acaba de publicar na revista Science o estudo que liderou e que aponta uma das razões para a infertilidade feminina. O estudo que conduziu centra-se na divisão celular no processo da fecundação. A observação das células permitiu constatar que no processo normal as estruturas que permitem a divisão celular (os centríolos) têm que perder o revestimento que as protege e desaparecerem de forma a que os espermatozoides fecundem o ovo. Toda a divisão celular do embrião se deve aos centríolos do pai. As mulheres cujo processo de maturação do ovócito para óvulo não elimina todos os centríolos são inférteis.

A investigação foi feita com a mosca da fruta. As fêmeas foram manipuladas de forma a não perderem os centríolos e o resultado foi uma divisão exagerada ou anormal dos embriões resultando no fim do desenvolvimento.

O próximo passo da equipa de Mónica Bettencourt Dias é fazer a mesma observação em humanos. Só depois será possível desenvolver terapêuticas.

SUBSCREVER

Subscreva a newsletter e receba semanalmente todas as noticias de forma confortável

packshot_site

APP DELAS

Aceda por telemóvel, smartphone ou tablet as notícias, informações, num ambiente atrativo e intuitivo, compatível com o seu equipamento.

Appstore Googleplay

Violação coletiva e revenge porn num só caso de…