Preste atenção à doença do sono que causa AVC silenciosos

Seis pessoas sofrem um acidente vascular cerebral por hora em Portugal, segundo a Organização Mundial de Saúde. Destas seis, duas a três acabam por morrer. Números que fazem deste fenómeno uma das principais causas de morte e incapacidade permanente em território nacional. Muitos destes AVC silenciosos são provocados por apneia do sono, uma doença respiratória que faz com que os doentes deixem de respirar enquanto dormem. Uma pausa que costuma ser superior a 10 segundos e acontecer até 30 vezes por noite, diminuindo o oxigénio no sangue.

“A Síndrome de Apneia Obstrutiva do Sono (SAOS) está associada a um aumento do risco de desenvolver aterosclerose que está na origem do AVC isquémico. A SAOS está ainda muito associada à existência de hipertensão arterial, que é a principal causa de AVC hemorrágico”, explica ao Delas.pt Marta Drummond, pneumologista no Hospital de São João, no Porto.

Além de provocar AVC silencioso, esta doença dificulta também a recuperação dos doentes que sofrem um acidente vascular cerebral. Os homens são os mais afetados, mas as mulheres também têm de estar atentas.

“A SAOS é duas vezes mais frequente nos homens do que nas mulheres. Existem vários motivos que podem contribuir para este facto: em média, a via respiratória é mais longa nos homens, havendo mais pontos possíveis de colapso. A ausência de proteção dos estrogénios diminui o risco de SAOS nas mulheres até à menopausa”, afirma a pneumologista.

Veja, na galeria de imagens acima, os cuidados especiais que uma pessoa com apneia do sono deve ter para evitar um AVC.


Os mais lidos:

1.

2.

3.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

SUBSCREVER

Subscreva a newsletter e receba semanalmente todas as noticias de forma confortável

packshot_site

APP DELAS

Aceda por telemóvel, smartphone ou tablet as notícias, informações, num ambiente atrativo e intuitivo, compatível com o seu equipamento.

Appstore Googleplay

Gorda e vegetariana? Sim, existe