Subir

George, o príncipe curioso, comemora hoje três anos

George

É, provavelmente, a criança mais fotografada do mundo. Desde o seu nascimento, apaixonou não só os súbditos britânicos mas milhões de fãs do universo da realeza.
George é, com apenas três anos, uma pequena pop star. Todas as suas gracinhas são motivo de reportagem e a sua fotografia infinitamente reproduzida nas redes sociais. Um escrutínio ao qual o pequeno príncipe parece já estar habituado e que o acompanhará até ao fim dos seus dias.

O filho mais velho dos duques de Cambridge é o terceiro na linha de sucessão ao trono britânico. Isabel II, que celebrou recentemente 90 anos e é a monarca britânica há mais tempo em exercício (63 anos, um mês e 20 dias), goza de boa saúde e não estará à vista uma abdicação a favor do filho. Carlos, de 67 anos, será (em teoria) rei numa idade tardia. O príncipe é, aliás, o mais velho herdeiro ao trono britânico de que há registo. Por isso, não seria de todo descabido que, aquando a morte de Isabel II, Carlos abdicasse a favor do filho, William.

O príncipe George tem, ainda, um longo percurso pela frente antes de cumprir os compromissos e deveres que se exige de um futuro rei. Apesar da aparente vida de normalidade que os duques de Cambridge levam, a criança está a ser preparada para, um dia, suceder ao pai.

Nos primeiros dias de janeiro, o filho de Kate e William começou a sua vida escolar. George foi inscrito na Westacre Montessori School, perto da casa onde vive, Anmer Hall, em Norfolk, no nordeste de Inglaterra. Apesar do pai também ter frequentado uma creche que segue o método Montessori (que tem por objetivo enfatizar a autonomia, liberdade com limites e respeito pelo desenvolvimento natural das habilidades físicas, sociais e psicológicas da criança), as semelhanças acabam aí. Quando William entrou para a escola tinha um batalhão de fotógrafos à sua espera. Kate Middleton preferiu a privacidade e foi ela a fotógrafa do primeiro dia de escola do filho.

Os danos que o sensacionalismo dos tablóides podem causar, William aprendeu-os da pior maneira. Desde cedo, o príncipe e Kate fizeram tudo para proteger os filhos (George e Charlotte, de 14 meses), desta voracidade mediática. Ou não tivesse a avó das crianças, a princesa Diana de Gales, morrido tragicamente num acidente automóvel, na sequência de uma fuga dos papparazzi, a 31 de agosto de 1997.

Porque, aos três anos, as crianças já têm perceção do que é um dia de festa, George terá uma celebração como manda a lei. De acordo com a revista ‘People’, será a avó, Carole Middleton, a organizadora oficial da festa (de recordar que os Middleton são donos de uma empresa de artigos para festas, a Party Pieces) e um dos possíveis temas do lanche, que acontecerá em Anmer Hall, será o desenho animado favorito de George: a Porquinha Peppa.

Raquel Costa // Fotografia: Annie Leibovitz