PSD vota este domingo candidato à Câmara de Lisboa

teresa-leal-coelho

A distrital de Lisboa do PSD vota este domingo o nome indicado pelo presidente do partido, Pedro Passos Coelho, para encabeçar a lista à Câmara Municipal de Lisboa, que deverá ser a vice-presidente Teresa Leal Coelho.

Na quinta-feira, durante uma visita à Bolsa de Turismo de Lisboa, Pedro Passos Coelho anunciou que já tinha dado a indicação do nome do candidato à Câmara Municipal de Lisboa, mas que seria a distrital a anunciá-lo, após a reunião deste domingo, marcada para as 17:00.

Sem confirmar formalmente que será Teresa Leal Coelho, deputada e vice-presidente do PSD, a candidata do partido a Lisboa, Passos Coelho disse que considera ter feito “uma boa escolha”.


Os artigos mais lidos:
Selena Gomez: “Espero que as pessoas me esqueçam”
Vídeo de Cifrão emociona milhares na Internet
Vídeo que mostra violações entre casais dá que falar


“Eu julgo que será uma boa escolha e que permitirá ao PSD ter uma afirmação em Lisboa de acordo com aquilo que é a nossa tradição, ter um projeto para a capital e poder mobilizar as pessoas, não apenas para uma campanha, mas para um mandato que nós gostaríamos que fosse muito diferente daquele que tem existido até aqui”, afirmou, vincando que o objetivo do partido na capital é o mesmo que para o país, “ganhar”.

Ainda na quinta-feira, o presidente da concelhia de Lisboa do PSD, Mauro Xavier, manifestou “profundo desagrado” por esta estrutura não ter sido envolvida na escolha do candidato do partido à presidência da Câmara Municipal.

No dia seguinte, no final de um plenário de militantes, Mauro Xavier adiantou que a concelhia tinha, entretanto, sido informada de que Teresa Leal Coelho deverá ser o nome escolhido como candidata à Câmara Municipal da capital nas próximas eleições autárquicas, que deverão realizar-se no outono.

Mauro Xavier revelou também que “os militantes manifestaram o apoio incondicional à candidatura da doutora Teresa Leal Coelho”.

O processo de escolha do candidato do PSD a Lisboa arrasta-se há alguns meses, marcado primeiro pela possibilidade de avançar Pedro Santana Lopes, antigo autarca da capital e primeiro-ministro em 2004-2005, e depois pela hipótese de o partido poder apoiar a líder do CDS-PP, Assunção Cristas, que avançou com a sua candidatura em setembro, mas que foi afastada por Passos Coelho.

O PSD fechará na próxima semana todas as candidaturas autárquicas, com o último ‘pacote’ de cabeças de lista a ser fechado na comissão política de terça-feira e todo o processo ratificado em Conselho Nacional na quinta-feira.

Na corrida à presidência da Câmara da capital estão já Assunção Cristas (CDS-PP), João Ferreira (CDU) e Ricardo Robles (BE). Pelo PS, o candidato deverá ser o atual presidente, Fernando Medina.

SUBSCREVER

Subscreva a newsletter e receba semanalmente todas as noticias de forma confortável

packshot_site

APP DELAS

Aceda por telemóvel, smartphone ou tablet as notícias, informações, num ambiente atrativo e intuitivo, compatível com o seu equipamento.

Appstore Googleplay

Pussy Riot renovam críticas a Putin