Road trip com crianças, conselhos básicos de sobrevivência

Está a equacionar fazer nas férias uma longa viagem de carro com os miúdos? Para começar, ligue o “descomplicómetro” e repita este mantra: “Estamos de férias, estamos de férias, estamos de férias…” Mas antes de sair de casa, não deixe de ler estas dicas para conseguir descansar mesmo com todos os quilómetros em cima e veja a nossa galeria com o que tem de ter sempre à mão, dentro de um carro com crianças!

Itinerário

– Bem planeado, com antecedência. Com crianças nunca convém ir “à aventura”, por isso planeie bem a rota e marque os hotéis nas noites e locais certos, de acordo com a estimativa dos quilómetros percorridos diariamente, e número de dias que pretende ficar em cada local.

– Averigue previamente o tipo de atividades que poderá fazer com as crianças em cada cidade visitada. Por exemplo, a maioria não tem paciência para museus, igrejas, ou outros monumentos de importância histórica. Tente equilibrar a agenda das férias de modo a que haja algum divertimento para os mais pequenos: um jardim zoológico ou parque natural, um parque de diversões, um parque aquático… Ou até, muito simplesmente, um parque infantil urbano, com escorregas e baloiços.

Bagagem

– Limite tudo ao essencial. Informe-se sobre o estado do tempo nos locais que integram a sua rota, para levar a roupa mais adequada à temperatura e não precisar de 20 opções diferentes de roupa e calçado para os miúdos. Considere mesmo lavar à mão algumas peças durante a viagem, para economizar espaço – sempre que fique mais do que uma noite num determinado hotel, é perfeitamente possível. Nota: a bagageira do carro não é infinita.

– Leve só roupa prática e confortável. Deixe os melhores outfits dos pequenos em casa, e prefira tudo o que não amarrota nem se suja com facilidade, e que permita liberdade de movimentos. É certo que irão passar muito tempo sentados no carro, além de que sempre que estiverem cansados poderão sentar-se em qualquer lado durante as caminhadas (inclusive no chão).

Alimentação

– Caso haja algum alimento essencial não perecível que não tenha a certeza de encontrar disponível durante a viagem, leve algumas unidades consigo. Pode também prevenir-se de antemão e preparar uma lancheira com alguns snacks que os mantenham entretidos no carro, para aqueles dias em que a fome aperta.

– Manter uma alimentação saudável em viagem não é fácil. No entanto, há sempre supermercados onde, em último caso, pode comprar sopa embalada, peças de fruta e vegetais frescos (não se esqueça de uma ferramenta própria de corte), e dessa forma compensar um pouquinho os excessos.

– Importante: não stresse com a falta de um ou outro alimento que faça parte da rotina alimentar dos seus filhos ou se, de vez em quando, por falta de opções, tiverem de consumir alimentos menos saudáveis. Um dia não são dias!

WC

– Se os seus filhos ainda recorrem à fralda, em caso de inexistência de fraldário aproveite o banco do carro ou um de jardim para as mudas, ou mesmo duas cadeiras encostadas num café/restaurante (no caso de estar frio ou a chover), que permitam que o faça discretamente.

– Se os seus filhos estão desfraldados há pouco tempo, há que ser prática sem deixar de responder às suas necessidades – que, todas sabemos, podem ser extremamente “imediatas”! Em caso de “emergência”, e sobretudo quando falamos de crianças muito pequenas, não se iniba de parar o carro em segurança e recorrer a um local resguardado na rua – é melhor do que esperar ou desperdiçar minutos preciosos à procura de um WC, e dar azo a que aconteça o pior. No caso de dispor de alguma margem de manobra, pode sempre aproveitar o WC de restaurantes fast food, cafés, museus e outros monumentos turísticos.

Sono

– Reserve as deslocações mais longas para depois de almoço, de modo a que durmam a sesta no carro. Caso não seja possível, adiante a hora de jantar, para que todos se deitem cedo e descansem. No dia seguinte, há que levantar pela fresquinha e aproveitar bem a manhã!

– Modere as “birras de sono”. Não, não falamos das crianças, mas sim dos adultos! Numa viagem deste tipo irá sentir cansaço acumulado, o que torna mais difícil suportar eventuais choros e rabugices dos mais pequenos. Tenha sempre em mente que, se está cansada, eles estarão mais ainda, e é natural que o demostrem através de crises de mau humor. Não dê importância e mostre-se mais compreensiva durante estes dias!

Saúde

– Tenha sempre consigo um pequeno kit de medicação e primeiros socorros, para eventuais indisposições, quedas ou pequenos ferimentos. Quando as férias envolvem tantas caminhadas e deslocações, é normal que imprevistos do género aconteçam.

– Se for viajar para um país estrangeiro dentro da UE, peça previamente, através da Segurança Social, o Cartão Europeu de Seguro de Doença para cada um dos passageiros. Poderá ser útil em caso de necessidade de cuidados em hospital local.

 

 

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

SUBSCREVER

Subscreva a newsletter e receba semanalmente todas as noticias de forma confortável

packshot_site

APP DELAS

Aceda por telemóvel, smartphone ou tablet as notícias, informações, num ambiente atrativo e intuitivo, compatível com o seu equipamento.

Appstore Googleplay

Onde levar as crianças este fim de semana